Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905
SEMINÁRIO

Prevenção e erradicação do trabalho infantil pautam seminário em Dourados

15 setembro 2017 - 18h20

Nos próximos dias 25 e 26, a Comissão Municipal de Erradicação do Trabalho Infantil e a Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social, realizam o "Seminário de Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil", cujo objetivo é estimular a adoção de práticas cotidianas que potencializem a denúncia, o combate e a eliminação dessa irregularidade.

As inscrições são gratuitas e devem ser feitas no site da Prefeitura, [clique aqui](http://peti.dourados.ms.gov.br), até o dia 21 de setembro. Os participantes receberão certificado de 12 horas.

Atividades

A abertura será às 19h do dia 25, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Dourados (Aced), com palestras e debates a respeito do tema. Entre os destaques, está a participação da procuradora do Trabalho Cândice Gabriela Arosio, que abordará "O papel do MPT no combate ao Trabalho Infantil". A programação ainda inclui palestra sobre "Aprendizagem Profissional como alternativa ao Trabalho Infantil", a ser ministrada pelo auditor-fiscal Carlos Alberto Sfeir.

Já no dia 26, acontecerá a "Oficina de Formação para Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil" nos períodos matutino e vespertino.

O evento é direcionado a gestores, conselheiros dos Direitos da Criança e do Adolescente, técnicos da assistência social e representantes da sociedade civil organizada, além de trabalhadores da Saúde, Educação, empresários, acadêmicos e outras pessoas envolvidas com a rede de proteção.

É considerado trabalho infantil aquele realizado por crianças ou adolescentes com idade inferior a 16 anos, salvo na condição de aprendiz a partir dos 14 anos. "É preciso cuidar das crianças e dos adolescentes, para que não sejam submetidos a nenhuma atividade que cause prejuízo à sua moral, à sua saúde e ao seu desenvolvimento físico, intelectual e psicológico. O trabalho entre 16 e 18 anos é permitido desde que seja de forma protegida, sendo proibidas atividades perigosas, insalubres e o trabalho noturno", observa a procuradora.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTOFÁCIL
Aposta feita em Rio Brilhante acerta 15 números fatura R$ 738 mil
ECONOMIA
Receita Federal prorroga suspensão de cobranças até 30 de junho
NOVA ANDRADINA
Motorista bêbado ‘filho de polícia’ encara PM e acaba preso com arma, droga
TEMPO
Terça-feira nublada, ainda com possibilidade de chuva em Dourados
JARDIM
Dois são presos após realização de festa em residência durante pandemia
JUDICIÁRIO
STF marca julgamento sobre Weintraub de inquérito das fake news
PIQUIRI
Adolescente some em pescaria e bombeiros fazem buscas em Rio
DOURADOS
Pesquisa da UFGD pretende auxiliar em novos planejamentos de teletrabalho
ACIDENTE
Homem morre após cair do telhado de casa enquanto fazia reparos
APOSENTADORIA
INSS: último balanço mostra 1,8 milhão de benefícios represados

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados