Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
COVID-19

Prefeitura rebate Saúde de MS e diz que não considera Dourados epicentro do coronavírus

02 junho 2020 - 14h35Por Da redação

Os números são os mesmos, mas a interpretação sobre Dourados em relação à pandemia do coronavírus (Covid-19) tem sido divergente entre as autoridades públicas municipais e estaduais.

A cidade chegou a 339 casos nesta terça-feira (2/6), ultrapassando Campo Grande, com 317 casos confirmados da doença, conforme informações do boletim epidemiológico da SES (Secretaria de Estado de Saúde).

As análises e interpretações dos dados atualizados de casos de hoje foram feitas quase que simultaneamente, durante as lives realizadas pela prefeitura de Dourados e pelo Governo do Estado.

Geraldo Resende, Secretário de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul, fez questão de destacar, logo no início da transmissão ao vivo, a preocupação com a rápida inclinação da curva de infetados na cidade.

“Dourados ultrapassou o número de casos de Campo Grande. Isso é preocupante, tendo em vista que a Capital tem população quatro vezes maior. Então proporcionalmente Dourados passou a ser o epicentro da doença no Mato Grosso do Sul”, disse o secretário de Saúde.

Questionado sobre a afirmação de que a cidade teria se tornado o principal alvo do vírus no Estado, Alexandre Mantovani, assessor de gabinete da prefeitura, contestou a opinião do Secretário durante coletiva: “de fato, Dourados rebate esta afirmação”.

“Estes números têm crescido por que Dourados tem enfatizado a política de testes. Muitos municípios não estão apontando casos, porque consequentemente não estão fazendo testagens. Ainda que estes números assustem em um primeiro momento, isto é sinônimo de um planejamento”, disse Mantovani.

Durante a fala, ele atribuiu a situação da cidade ao aumento de testagens nas últimas semanas como o principal motivo da inclinação da curva de infectados.

 Aspecto também comentado pelo secretário Geraldo Resende, porém com divergências em relação a uma parte das afirmações.

LOCKDOWN

Por fim, sobre a possibilidade de haver medida de “lockdown” o representante da prefeitura de Dourados afirma que a ocupação de leitos está estável e que o sistema de saúde da cidade não está sobrecarregado.

Informações que, para Mantovani, explicam a escolha por não decretar a ordem de fechamento completo do comércio ou do fechamento dos acessos ao município de Dourados por parte de moradores de outras cidades.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
BRASIL
Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação por seis dias
MS
Mais de 6,8 mil materiais produzidos nas mãos de reeducandos garantem maior proteção em atendimentos no HR
ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
REGIÃO
PMA autua arrendatária de fazenda em R$ 9 mil por irregularidades com agrotóxicos
SAÚDE PÚBLICA
Macrorregião de Campo Grande já tem 73% do leitos de UTI disponíveis ocupados
ESPORTES
Projeto UEMS Karate JKA faz treinos ao vivo online durante pandemia
REGIÃO
Agepen dobra altura do muro do presídio de Caarapó para reforço na segurança
BRASIL
Rodrigo Maia defende importância de sindicatos
DOURADOS
Presidente da Câmara lamenta morte de secretário e pede esclarecimento dos fatos

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta