Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Prefeitura prorroga prazo de inscrição de entidades para participação na revisão do plano diretor

21 setembro 2020 - 16h07Por Da Redação

Foi publicado no Diário Oficial do dia 21 de setembro a prorrogação por mais 10 dias úteis o prazo para que entidades públicas e privadas possam se inscrever para participar da revisão do Plano Diretor de Dourados.

Segundo a Secretária de Planejamento do município Adriana Benicio, devido as vagas previstas para compor o Núcleo Gestor Participativo não terem sido preenchidas até esta segunda-feira, foi necessário prorrogar o prazo de inscrições para possibilitar que as entidades enviem o ofício com a indicação de seus representantes.

As entidades interessadas deverão se inscrever no prazo de 10 dias úteis a contar do primeiro dia útil seguinte à data da publicação do edital mediante apresentação de Ofício, que deve ser direcionado a Secretaria Municipal de Planejamento, indicando seus representantes (titular e suplente), localizada na Rua Coronel Ponciano, nº 1.700, Bloco D. 

Poderão se inscrever para participar do Núcleo Gestor Participativo, - NGP representantes da sociedade civil públicas e privadas, organizações não governamentais, entidades de classe, entidades empresariais, associação de moradores, sindicatos e associações comerciais.

Além da prorrogação do prazo, o edital também acrescentou uma vaga para indicação de representante da Câmara Municipal.

Outra alteração, foi a possibilidade de entidades que não estejam devidamente registradas poderem se inscrever para preencher as vagas caso essas não sejam preenchidas por entidades já formalizadas. 

Essa exceção é apenas para os movimentos sociais, coletivos organizados, comunidades quilombolas, indígenas e assentamentos, que deverão comprovar sua representatividade social e atuação através de documentações, tais como registros informais de suas atividades na sociedade, a exemplo de atas de reuniões, matérias jornalísticas que destaquem a atividade exercida, trabalhos desenvolvidos, ou qualquer outro documento que evidencie a existência de fato das entidades.

Conforme informado pelo arquiteto Werther Fioravanti, coordenador das equipes técnicas municipais da revisão do Plano, essa alteração visa atender as solicitações feitas por representantes da sociedade com a intenção de ampliar a participação social, já que muitas dessas entidades populares realmente existem e podem não ter seus registros formais devido as dificuldades burocráticas e custos de regularização .

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Ministro Humberto Martins presta homenagem ao jurista Paulo Bonavides
STF
Provas obtidas por interceptação telefônica baseada apenas em denúncia anônima são ilícitas
ESPORTE
Com três de Falcão, Grêmio goleia em estreia na Liga Fut7 Nacional
CRIME AMBIENTAL
Flagrado com jacaré abatido terá que pagar multa de R$ 5 mil
STJ
Primeira Seção admite renúncia a valores para demandar em juizado especial federal e evitar fila de precatórios
REGIÃO
PM recupera bicicletas e motos furtadas em aldeia
ESTADO
Interior de MS volta a receber carreta da Justiça no próximo dia 5
STF
Ministro suspende penhora de verbas públicas para satisfação de crédito de terceiro
ESTADO
Pescadores são flagrados e presos com 30 redes, petrechos e 20 kg de pescado
TRANSTORNOS
Pesquisa revela aumento da ansiedade entre brasileiros na pandemia

Mais Lidas

JÚRI
Assassinos de jovem após "tribunal do crime" em Dourados são condenados
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Homem suspeito de estuprar criança que saiu para comprar doce é colocado em liberdade
AVENIDA PRESIDENTE VARGAS
Titan com quase R$ 400 mil em multas é apreendida em Dourados