Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Prefeitura de Dourados retoma hoje expediente de 8 horas

08 fevereiro 2010 - 09h18

A Prefeitura de Dourados retoma nesta segunda-feira (08) o expediente diário de oito horas de trabalho. Desde o ano passado, por medida de contenção de despesas em decorrência da crise financeira que atingiu as prefeituras, os órgãos municipais funcionam das 7 às 13h. Nesta quinta-feira, o prefeito Ari Artuzi decidiu retomar o horário normal. A partir de segunda, todos os órgãos municipais funcionarão das 7 às 11 e das 13 às 17 horas.

O prefeito disse que apesar da volta do expediente em tempo integral, a administração municipal vai manter o controle sobre os gastos, principalmente por não existir perspectiva de recuperação da arrecadação e dos repasses em 2010.

“Vamos manter a contenção de despesas, mas a prefeitura precisa voltar a funcionar em tempo integral. Muita gente tem procurado os órgãos municipais. Com o expediente o dia inteiro, essas pessoas terão mais tempo para buscar atendimento”, disse Artuzi.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher