Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Prefeitura de Dourados comemora regulamentação da EC29

11 abril 2008 - 13h26

O Senado aprovou quarta-feira (09) o projeto de lei que regulamenta a Emenda Constitucional 29 que define os critérios de gastos em saúde pública para os orçamentos da União, estados e municípios. Na regulamentação, os gastos fixos serão de 12% para os Estados, 15% para os municípios e para a União 10%.

A notícia foi comemorada pelo prefeito Laerte Tetila, já que a Emenda era uma necessidade fundamental por estabelecer as fontes dos recursos necessários para a saúde pública e fortalecimento do Sistema Único de Saúde em todo o País, apesar da regulamentação da Emenda 29 ter ainda que passar pela aprovação dos deputados federais.

A regulamentação da emenda 29 tramita no Congresso Nacional há 8 anos. É uma aspiração da sociedade brasileira, dos profissionais de saúde e de todos os movimentos que apóiam a qualificação e fortalecimento do Sistema Único de Saúde.
O projeto de lei é do Senador Tião Viana (PT-AC) e, além de fixar os valores, disciplina criteriosamente a aplicação e a fiscalização dos recursos públicos na área de saúde. Caso seja aprovada na Câmara Federal, os entes federativos vão ter um prazo até 2011 para se adequarem a esses percentuais. Pela União em 2008 a aplicação será de 8,5%, contra 9% em 2009, 9,5% em 2010 e finalmente 10%, em 2011.

Como ocorreu nos municípios, conforme explicou a coordenadora da Gestão Financeira da Secretaria Municipal de Saúde de Dourados, Paloma Gancedo, com aplicação gradual do percentual até chegar nos 15%. "Não existiam os percentuais fixos para a União e acredito que, com isso, haja aumento dos recursos para a saúde pública dos municípios", enfatizou.

Para os efeitos da proposta, são consideradas receitas correntes brutas a totalidade das receitas tributárias, patrimoniais, industriais, agropecuárias, de contribuições, de serviços, transferências correntes e outras receitas correntes.

EM DOURADOS

No ano passado, por exemplo, Dourados recebeu do Governo Federal um total de R$ 41 milhões, do Estado R$ 4 milhões e aplicou recursos próprios no valor de R$ 28 milhões na Saúde, investimentos que ultrapassaram os 15% estabelecidos em lei.

Para o secretário municipal de Saúde de Dourados, João Paulo Esteves, ainda há pendências com relação à regulamentação da EC29, mas já houve um ganho importante com a aprovação do projeto pelo Senado.

"Serão 23 bilhões de reais a mais investidos na saúde pública no País, uma previsão de ganho substancial. Acredito que será difícil o governo federal tentar recuar dessa decisão, caso seja aprovada pelos deputados federais, que é tanto esperada pela sociedade brasileira".

João Paulo, que participou em Brasília de um encontro com mais de 1900 secretários municipais de Saúde do País, disse que a comemoração foi grande em torno da aprovação unânime

Deixe seu Comentário

Leia Também

Força tarefa da Prefeitura de Dourados retira 50 árvores caídas
DEFESA CIVIL
Força tarefa da Prefeitura de Dourados retira 50 árvores caídas
REGIÃO
Homem é flagrado na BR-267 com droga que saiu de Dourados
Homem é esfaqueado durante discussão e é socorrido para hospital
REGIÃO
Homem é esfaqueado durante discussão e é socorrido para hospital
Última vítima de naufrágio no Pantanal é encontrada por bombeiros
TRAGÉDIA
Última vítima de naufrágio no Pantanal é encontrada por bombeiros
REGIÃO
Filhotes de beija-flor são resgatados de ninho após ventania
POLÍTICA
Aziz adia para quarta-feira a leitura do relatório da CPI
REGIÃO
Polícia resgata filhotes de pica-pau e periquitos que caíram de ninho em tempestade
ECONOMIA
B3 oferece cursos para quem quer aprender a operar no mercado de ações
REGIÃO
Sandero com mais de 220 quilos de drogas é apreendido na MS-162
ESPORTE
Mundial de Ginástica Artística começa nesta segunda-feira

Mais Lidas

CLIMA
ASSUSTADOR: Vídeo mostra chegada da tempestade de poeira em Dourados
DOURADOS
Asfalto de avenida cede na região Norte e trânsito é interrompido
CLIMA
Alan decreta situação de emergência após temporal que deixou rastro de destruição em Dourados
CLIMA
Ventos de 40 km/h causam estragos em Dourados