Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Preço da cesta básica terminou 2019 com aumento em Dourados, afirma pesquisa

15 janeiro 2020 - 15h05Por Da redação

O valor da Cesta Básica do mês de Dezembro de 2019 comparado com o mês de novembro de 2019 apresentou um aumento de 1,46%, segundo resultado de pesquisa realizada pelos acadêmicos da Faculdade de Administração da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados). 

Já o acumulado do ano de 2019 chegou a 15,82% perante 8,55% em 2018. Essa elevação foi muito acentuada se levarmos em conta o comportamento da inflação que fechou em 4,48% segundo dados do IBGE no ano de 2019.  

Os produtos que compõem a Cesta Básica conforme o DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) de acordo com a Lei Nº 399 que estabelece o salário mínimo são: (Açúcar, arroz, banana, batata, café, carne, farinha de trigo, feijão, leite, margarina, óleo de soja, pão-francês e tomate). 

Os preços da cesta básica de novembro de 2019 com estes produtos ficaram em R$ 432,29 o que significa 43,32% do Salário mínimo que foi de R$ 998,00. E no mês de dezembro de 2019, o trabalhador douradense teve que destinar uma quantia maior a isso para a compra dos produtos componentes da cesta básica que foi de R$ 438,58, o que equivale a 43,95% do salário mínimo vigente. 

ESTADO

Comparado com a capital do Estado de Mato Grosso do Sul, Campo Grande, onde o preço da sua Cesta no mês de dezembro de 2019 foi de R$ 450,08; a Cesta douradense é menor que a capital do Estado. Registramos que a capital do sul-mato-grossense apresentou no ano de 2019 um aumento da Cesta Básica de 6,43%. Desta vez, o preço da Cesta Básica douradense do mês de dezembro de 2019 superou aos preços praticados em 7 capitais estaduais do país, estas são; Fortaleza, Belém, Natal, Recife, João Pessoa, Salvador e Aracajú conforme o DIEESE.

NACIONAL

O maior preço da Cesta Nacional no mês de dezembro de 2019 foi registrado em Rio de Janeiro, com R$ 516,91; seguida por Florianópolis (Santa Catarina) com R$ 511,70 e a terceira capital com maior preço da Cesta foi São Paulo, com R$ 506,50. 

O valor da Cesta do ano de 2019 teve um aumento em 16 das 17 capitais do país, conforme constata o DIEESE. O resultado dos preços da Cesta Básica é um indicador muito importante para toda a economia brasileira, já que reflete a situação dos preços no setor de alimentos.    

No mês de dezembro de 2019, os menores preços foram encontrados na capital do Estado da Paraíba, João Pessoa com R$ 373,56; Salvador (Bahia) com R$ 360,51 e com o menor preço da Cesta Básica do país no mês referido foi registrado em Aracaju (Sergipe) com R$ 351,97. Observamos que os menores preços foram praticados nas capitais da Região Nordeste do país, fato este que se repete desde o início da pesquisa. 

 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Ônibus irregular cai de viaduto e deixa 14 mortos em Minas Gerais
BR-381
Ônibus irregular cai de viaduto e deixa 14 mortos em Minas Gerais
FUTEBOL
TJD/MS atende pedido do Comercial e suspende semifinal do Estadual
POLÍCIA
Mulher é degolada e encontrada com sinais de estupro na fronteira
RACISMO
Fundação Palmares exclui homenagens a atletas negros com 19 medalhas
Paciente com covid morre em acidente com ambulância na MS-339
BODOQUENA
Paciente com covid morre em acidente com ambulância na MS-339
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa a marca de 6,5 milhões de casos de Covid-19
CAMPO GRANDE
Tio e dois sobrinhos desapareceram em córrego durante temporal na Capital
JUSTIÇA
Mutirão DPVAT realiza 386 perícias na comarca de Dourados
ACIDENTE
Garoto de 15 anos desaparece em córrego durante temporal na Capital
CULTURA
Festival da Canção da UEMS divulga música campeã da edição 2020

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso
ACIDENTE
Rodas de carreta se soltam e atingem mulher na calçada em Amambai
DOURADOS
Corpo encontrado na pedreira é de homem desaparecido há quatro dias