Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Prazo dado pela Justiça para prefeitura entregar equipamentos de saúde termina esta semana

02 junho 2020 - 15h20Por Da Redação

Termina no dia 8 de junho o prazo para a prefeitura de Dourados entregar equipamentos de proteção e abastecer a saúde pública local com insumos e medicamentos, conforme decisão tomada em 5 de maio pelo juiz da 6ª Vara Cível do município, José Domingues Filho. 

Na época, o magistrado deu 10 dias úteis para a administração resolver o problema. A notificação ocorreu apenas na data de 22 daquele mês, conforme processo movido pela Defensoria Pública e o MPE (Ministério Público Estadual) de Mato Grosso do Sul. 

Os problemas apresentados pelos órgãos fiscalizadores mostram que desde 2015 existem evidências do funcionamento precário do Hospital da Vida e da UPA (Unidade de Pronto Atendimento), administrados pela Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde de Dourados), gerando uma série de problemas nesses locais.

Em visitas realizadas nas unidades de saúde nos anos seguintes, mais precisamente em 2019 e 2020, foram apresentados relatórios, informando a ausência de antibióticos e drogas vasoativas para suprir a demanda dessas unidades de saúde, além de diversos tipos de insumos. 

Numa dessas vistorias, no ano passado, havia ainda “fornecimento insuficiente de dobuta, dormonid, fentanil e dipirona’ e “também se registrou a impossibilidade de realizar HGT, além de falta de leitos, de material como lençol e coberta, bem como que os funcionários estariam tendo sua saúde prejudicada, sofrendo de stress decorrente do ambiente insalubre de trabalho", pontua.

Já neste ano, nova inspeção foi realizada e constatou também a “falta ou insuficiência de diversos insumos e equipamentos de proteção individual, notadamente para evitar a contaminação dos profissionais de saúde com o SARS-COV-2”.

Diante dos fatos, na decisão do início de maio, José Domingues Filho determinou que fosse restabelecido, “integralmente, no prazo máximo de 10 dias úteis, o acervo de insumos, EPIs, reagentes e medicamentos em falta ou em situação crítica no Centro de Abastecimento Farmacêutico – CAF da Funsaud”, conforme consta em trecho do processo.

O Dourados News entrou em contato com a secretária Municipal de Saúde, Berenice Machado de Souza e foi informado que as ações ligadas à Funsaud não estão mais a cargo da pasta que comanda. 

A reportagem tentou via telefone o posicionamento da Fundação, porém, as ligações não foram atendidas. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Brasil tem 1.577.004 casos de covid-19 diagnosticados
TV DOURADOS NEWS
PP apresenta Alan Guedes como pré-candidato a prefeito de Dourados
BRASIL
Consumidor poderá tirar dúvidas sobre valor cobrado na conta de luz
BRASIL
Decotelli atualiza o currículo e diz que foi ministro da Educação por seis dias
MS
Mais de 6,8 mil materiais produzidos nas mãos de reeducandos garantem maior proteção em atendimentos no HR
ESPORTES
Partida entre Fluminense e Botafogo será transmitida em TV aberta
REGIÃO
PMA autua arrendatária de fazenda em R$ 9 mil por irregularidades com agrotóxicos
SAÚDE PÚBLICA
Macrorregião de Campo Grande já tem 73% do leitos de UTI disponíveis ocupados
ESPORTES
Projeto UEMS Karate JKA faz treinos ao vivo online durante pandemia
REGIÃO
Agepen dobra altura do muro do presídio de Caarapó para reforço na segurança

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta