Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Porta-voz da prefeita diz que decretos têm base técnica após crítica do empresariado

27 maio 2020 - 11h34Por André Bento

Um dia após o empresariado cobrar da prefeita Délia Razuk (PTB) uma justificativa científica para ampliar o horário do toque de recolher em Dourados por causa da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), o advogado Alexandre Mantovani, assessor especial e porta-voz da mandatária, informou que “todas as ações do Executivo municipal são fundamentadas com base em análises técnicas”.

Na entrevista exibida nas redes sociais da Prefeitura de Dourados durante a manhã desta quarta-feira (27), ele disse que as normas estabelecidas desde o decreto de situação de emergência são fruto de uma “política bastante séria, firme e sensível a todo o contexto”.  

“O decreto [nº 2.615] tem prazo de validade. A prefeita já manifestou-se através das redes sociais dizendo que em 10 dias haverá um novo balanço, período mínimo necessário para que se amenize os impactos no comércio, sobretudo restaurantes”, disse Mantovani.

Ele aponta a busca de equilíbrio entre saúde pública e as questões econômicas e financeiras para reafirmar que a ampliação do horário do toque de recolher para o período compreendido entre 20h e 5h está “baseada através de estudos do núcleo técnico, formado exclusivamente por médicos especialistas”.

“Dourados tem uma equipe de ponta, é pioneira no Estado na política de enfrentamento ao coronavírus. Não há nenhuma informação privilegiada guardada, porque todas as que emitimos através dos canais oficiais estão baseadas em definições técnicas científicas fundamentadas por médicos especialistas”, acrescentou.

Esse posicionamento foi reforçado pelo médico Frederico de Oliveira Weissinger, do Comitê de Gerenciamento de Crise da Covid-19 em Dourados.

“Essa antecipação do horário do toque de recolher vem para reafirmar os decretos anteriores e evitar aglomeração. A gente sabe que depois desse horário sempre existiu algumas aglomerações, sobretudo de pessoas mais jovens, que acabava se misturando com outras ocorrências”, pontuou.

Segundo ele, “limitar um pouco mais esse tipo de situação, dessas aglomerações”, “vai facilitar bastante o trabalho da Guarda no tocante à aglomeração”.

Mas a nota conjunta assinada por Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados), Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes), CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas), Sindicato Rural, Sindicato dos Contabilistas e Amas (Associação Sul-Mato-Grossense de Supermercados) criticou essa medida

“As entidades acreditam que essa medida vai gerar prejuízos financeiros e, automaticamente desemprego, principalmente no micro e pequeno empresário. Neste momento, as entidades estão preocupadas não apenas com os associados, mas com todos os empresários em geral”, pontua o documento, por meio do qual pedem que a Prefeitura de Dourados “demonstre cientificamente à sociedade, fortemente impactada pela sua decisão, que a extensão do horário do toque de recolher, irá trazer reais benefícios no combate ao Covid-19 em nosso Município”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Com eleição adiada, TSE é consultado sobre prazo de Ficha Limpa
RIO AQUIDAUANA
Ambiental multa homem em mais de R$ 5 mil por degradar mata ciliares
ASSEMBLEIA DE MS
Aprovado direito de incluir nome do cônjuge em faturas
CAMPO GRANDE
Hemosul realiza testagens laboratoriais de resultados do Covid-19, porém sem coletas no local
PANDEMIA
Bodoquena, Bela Vista e Terenos solicitam reconhecimento de calamidade pública
BRASIL
Mais de 200 mil candidatos se inscreveram no primeiro dia de abertura do Sisu
BRASIL
Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
CAMPO GRANDE
Na Capital, anta é resgatada após cair em piscina de chácara
DOURADOS
Dono encontra carro que havia locado “depenado” em barracão
ECONOMIA
Dólar fecha em alta com cautela externa por coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano