Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(67) 9860-3221

Por falta de vagas, duas mil crianças estão fora dos Ceims

25 fevereiro 2013 - 08h23

Fabiane Dorta, do Diário MS

Pelo menos 2 mil crianças de até quatro anos e 11 meses estão foram dos Ceims (Centros Educacionais Infantis Municipais) de Dourados. Isso se considerada apenas a chamada ‘demanda manifesta’, ou seja, aquelas que tiveram os nomes inscritos para ingressar no ano letivo, mas que não conseguiram vagas. De acordo com a Semed (Secretaria Municipal de Educação), isso acontece porque há um volume reduzido de unidades com vagas disponíveis.

No município, o total é de 3,9 mil crianças atendidas pelos Centros – 2,7 mil nos 28 Ceims próprios da prefeitura e 1,1 mil através dos oito conveniados. Dentro desse montante foram abertas 700 novas vagas deixadas por crianças que mudaram de série escolar ou saíram das unidades por outros motivos. Foram inscritas para pleitear estas vagas 2,7 mil, das quais apenas 700 conseguiram se matricular.

Segundo a secretária de Educação, Marinisa Kiyomi Mizoguchi, são priorizadas as famílias de baixa renda e pais doadores de sangue. “Nós sabemos que a lei dá direito a todos, e todo mundo pode se cadastrar para uma vaga. Mas, pelo déficit, tivemos que dar prioridade às famílias que ganham menos”, explica.

Sobre a disparidade entre o número de vagas e de crianças inscritas, ela pondera que nascem aproximadamente 650 crianças todos os anos, além daquelas que se deslocam de outras cidades para morar em Dourados. “A cidade nunca planejou para o futuro, para atender toda essa demanda que já existia e que vem aumentando”, disse. De acordo com a secretária, o déficit em 2011 era maior, de 3 mil crianças fora dos Ceims.

De acordo com a Semed, estão em fase de construção três novos Centros (no bairro Parque das Nações que deve ser entregue no próximo mês; no Jardim Flórida, que deve ficar pronto em 60 dias; e no Jardim Guaicurus, que tem conclusão prevista para junho). Estes devem gerar 370 novas vagas ainda este ano.

Além dessas, há outras 11 unidades em fase de licitação com prazo para construção de um ano e meio. Estas serão edificadas com recursos do governo federal e contrapartida da prefeitura, e juntas devem gerar 1,8 mil novas vagas.

Para o Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores da Educação de Dourados), tão urgente quanto a inauguração de novas unidades está a reestruturação das que já estão em funcionamento. “Garantir as novas vagas é uma necessidade para as famílias ficarem tranquilas, então a construção é uma urgência. Mas, não adianta manter o prédio sem ter qualidade no serviço”, afirma a vice-presidente, Gleice Jane Barbosa.

Ela alega que o número de profissionais dentro das unidades é reduzido para o volume de trabalho e que muitos Ceims precisam de reforma. A secretária de educação diz que após a implantação da estratégia para adequar a economia da Semed, serão contratados arquitetos para fazer projetos de reformas para os centros.

A Secretaria Municipal de Educação divulgou na sexta-feira a lista de nomes dos convocados para a 2ª chamada nos Ceims. São 223 cadeiras que ficaram vagas porque os primeiros chamados apresentaram divergências entre a documentação descrita na ficha inscrição e a usada na matrícula ou desistiram das vagas. A nova lista está disponível no site da prefeitura (www.dourados.ms.gov.br) ou através do telefone 3411-7727.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Detran-MS faz alerta sobre pagamentos de guias durante fechamento das agências
COVID-19
Tendas são montadas no HV e na Upa para fazer triagem de pacientes
VISANDO A CÂMARA
Secretários deixam cargos mirando as eleições de outubro em Dourados
BRASIL
Senado deve votar projeto que cria renda básica durante pandemia
EDUCAÇÃO
Enem digital será aplicado em 11 e 18 de outubro e o impresso, 1º e 8 de novembro
NEGÓCIOS & CIA
Pizzaria de pequeno porte realiza campanha solidária e de início entrega seis pizzas ao SAMU
DOURADOS
Délia diz que nova definição sobre comércio será anunciada até dia 7
CAPITAL
Ministro da Saúde publica homenagem a amigo encontrado morto em MS
FUTEBOL DE MS
Desde 2013, líder da primeira fase do Estadual não fica com o título
COVID-19
Comitê popular faz campanha de arrecadação de alimentos para ajudar pessoas durante a pandemia

Mais Lidas

FRONTEIRA
Acidente na MS-164 em Ponta Porã leva pai e filho a óbito
DOURADOS
Homem entra em veículo e anuncia assalto com arma de brinquedo; vídeo
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta