Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Paulista é preso e diz que ganharia R$ 100 por kg de maconha transportado

18 setembro 2017 - 08h57

Thiago Juan de Barros, 32, morador em Presidente Prudente (SP) foi preso no início da tarde de domingo (17) em Dourados acusado pelo tráfico de drogas. Ele tentava levar 37 quilos de maconha até São Paulo (SP).

De acordo com o boletim de ocorrência, por volta de 12h40, no posto da PRF (Polícia Rodoviária Federal), os agentes abordaram a Fiat Strada preta conduzida pelo rapaz.

Na ação, ele apresentou nervosismo, causando desconfiança dos policiais que iniciaram buscas pelo veículo.

Atrás dos autofalantes laterais, os federais encontraram 32 tabletes da droga. Questionado, Thiago afirmou ter pegado o carro em Ponta Porã e levaria até o Estado vizinho.

Pelo transporte ele receberia R$ 3,7 mil, equivalente a R$ 100 por quilo de maconha.

O rapaz foi autuado em flagrante pelo tráfico.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Pai recebe vídeo de bebê sendo forçado a beber pimenta e denuncia
INFLUENZA
Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 30 de junho
SAÚDE
Cartilha na língua terena informa sobre cuidados com a Covid-19
PAGAMENTO
Salário dos servidores estaduais estará dispinívels no dia 05 de junho
TRÊS LAGOAS
Polícia investiga morte de bebê de seis meses após queda de carrinho
ECONOMIA
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
TRÁFICO
Polícia apreende 743 quilos de maconha que seguiria para a Capital
RECURSOS
Estado repassa R$ 6 milhões para auxiliar ações na saúde de Dourados
ECONOMIA
Novo Plano Decenal de Energia trará ajustes por causa da pandemia
DOURADOS
Bancários empossam nova diretoria no domingo

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown