Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Para PM, vinda de Maníaco da Cruz para Dourados é remota

07 março 2013 - 16h35

Wender Carbonari

Desde que Dhionatan Celestino, de 20 anos, fugiu da Unei (Unidade Educacional de Internação) de Ponta Porã na madrugada do domingo passado (3), diversos boatos sobre o seu paradeiro foram espalhados pelas cidades do Sul do Estado.

Alguns, inclusive, suspeitam que ele possa estar entre os douradenses, já que a mãe do “Maníaco da Cruz”, assim conhecido nacionalmente em 2008 após cometer três assassinatos em Rio Brilhante, reside na cidade.

O Coronel do 3º Batalhão de Polícia Militar, Ari Barbosa, afirma que os policiais estão cientes da hipótese, mesmo que mínima, da fuga de Dhionatan para o município.

“As informações que temos são da imprensa. Os policiais estão cientes e alertas sobre o caso. Foram passados características, fotos, mas tem outras ocorrências que atropelam a gente. Até porque não há pista alguma de que ele esteja aqui”, analisa o Coronel Barbosa.

Mesmo assim, alguns moradores de Dourados temem a possível presença do assassino. A assistente administrativa, Suzana Lopes, de 20 anos, afirma que acredita que ele possa se esconder na cidade.

Para ela, o Maníaco pode estar a “procura por moças da região”, porém ela mostrou-se tranquila, pois acredita que o assassino em série “tem seu próprio ritual e não me vejo encaixada no perfil dele”.


As autoridades policias seguem a procura de Dhionatan Celestino, mas ainda não há informações ou pistas contundentes sobre o seu paradeiro.

CONFUSÃO

O medo de algumas pessoas, aliado aos boatos espalhados desde domingo, causou uma confusão em Caarapó nesta quinta-feira (7). Segundo o site Caarapó News, uma pessoa com características semelhantes ao de Dhionatan apareceu na prefeitura da cidade pedindo uma passagem de ônibus.

A recepcionista pensou que se tratava do “Maníaco da Cruz” e acionou a Polícia Militar. Antes da chegada dos policiais, o jovem já havia deixado o local. Os munícipes já desconfiavam da chegada de Dhionatan, pois o mesmo teria parentes moradores em um conjunto habitacional, o que incentivou o boato de que ele poderia se esconder em uma das residências.

Porém, tudo não passava de um engano. Em pouco tempo, a Polícia Militar o encontrou. Na checagem dos documentos foi constatado que o jovem não era o Maníaco procurado pelas autoridades policiais, mas um morador na cidade de Naviraí que pedia ajuda para voltar para casa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
CAMPO GRANDE
Imasul mantém fechado Parque das Nações e Unidades de Conservação Estaduais
PANDEMIA
Apenas Acre e Tocantins não registram mortes por Covid-19 no Brasil
NOVA ANDRADINA
Três homens são presos transportando drogas do MS para Belo Horizonte
PANDEMIA
Brasil ultrapassa marca de 10 mil casos de covid-19
NAVIRAÍ
Líderes religiosos se reúnem para pedir fé a população durante a pandemia
CAMPO GRANDE
PM realiza ações de prevenção ao COVID-19 com limpeza e desinfecção de pelotões
ECONOMIA
Programa para financiar salários de pequenas e médias empresas é criado e aguarda regulamentação
ÁGUA CLARA
Dois jovens são presos por infringir o toque de recolher em MS
CORUMBÁ
Operação de repatriação dos brasileiros vindos da Bolívia tem reforço de helicóptero em MS

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações
ISOLAMENTO
Em 24 horas, apenas uma cidade de MS aparece vermelha no monitoramento do Governo
CORONAVÍRUS
Durante fiscalização, Guarda prende nove pessoas e notifica 60 comércios em Dourados
SUMIÇO
Família procura por jovem que está desaparecida desde a última quarta-feira