Menu
Busca segunda, 03 de agosto de 2020
(67) 99659-5905
FINAL DE ANO

No último dia de horário especial, douradenses lotam centro para fazer compras

23 dezembro 2019 - 16h45Por Wender Carbonari

A segunda-feira (23) é o último dia do horário especial no comércio de Dourados com período de atendimento entre às 8h até as 22h. Nesta terça-feira (24), véspera de Natal, o comércio fecha às 18 horas. 

Famílias, casais, crianças, vendedores e movimento intenso nas calçadas. Quem passou pela região central de Dourados nesta segunda-feira (23) provavelmente teve alguma dificuldade para se locomover e principalmente para estacionar os carros e as motos. 

Isso porque muitas pessoas deixaram para fazer compras um dia antes da véspera do Natal, aumentando o fluxo de veículos e pessoas.  Porém, nem todos que estavam andando pelo centro tinham intenção de gastar. 

O Dourados News esteve durante a tarde desta segunda-feira (23) no centro da cidade para conversar com alguns consumidores. O que era possível observar é que uma parte das pessoas que passavam pela Avenida Marcelino Pires não estavam com grandes volumes de sacolas. Muitos, inclusive, estavam apenas passando pelas lojas para “passear” e “olhar os preços”.  

Este comportamento mostra um interesse dos douradenses em ir até as lojas, passarem pela praça central, porém, com uma boa dose de cautela na hora de fechar negócios. 

Valdete Silva, de 34 anos, disse que não abriu mão de “dar uma volta” no centro de Dourados, mas foi obrigada a segurar a vontade de consumir.

“Tenho três filhos e comprei uma lembrancinha para cada um. Não lembro como estavam os preços no ano passado. Mas nesse ano estou me segurando para não gastar muito”, contou a dona de casa. 

Alguns também deixaram as compras para os últimos dias antes do Natal por conta dos recessos em alguns empregos que começam nesta principalmente nesta segunda e deve se estender em alguns estabelecimentos até o final do ano. 

A técnica de enfermagem, Elizabete Rosa, de 34 anos, por exemplo, disse que não teve tempo para comprar, e que, como é normal entre os “brasileiros”, acabou deixando para comprar presentes para os seus dois filhos na última hora. 

“Sou brasileira então tinha que deixar para o último dia. Só não deixei para amanhã pra não ter que escolher entre as coisas que sobram nas lojas”, disse Elizabete acompanhada da mãe e com algumas sacolas nas mãos. 

Sobre a situação financeira ela alega que está gastando cada vez menos durante o período de final de ano. “O Papai Noel não foi tão generoso esse ano. Estamos tentando economizar”, brincou.  

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPEONATO PAULISTA
Palmeiras passa pela Ponte e enfrenta o Corinthians decisão
CORONAVÍRUS
Covid-19 matou 94,1 mil pessoas no Brasil desde o início da pandemia
FUTEBOL
Corinthians vence e vai em busca do tetra Paulista
INTERNACIONAL
Astronautas da NASA completam missão no espaço a bordo da SpaceX
CORUMBÁ
Militar do Exército é agredido em região de fronteira de Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Liberação de R$ 3 bi da Lei Aldir Blanc será por meio de plataforma
CRIME AMBIENTAL
Douradense é autuado por exploração ilegal de madeira e desmatamento
DESENVOLVIMENTO
BNDES terá mais recursos para recuperação de resíduos sólidos
ESPORTES
Benfica marca apresentação de Jorge Jesus em busca de dias melhores
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro leva multa por desmatamento de 16 hectares de vegetação

Mais Lidas

ACIDENTE
Motociclista perde controle da moto e invade estabelecimento na Marcelino Pires
ACIDENTE
Jovem é atropelado em Dourados e motorista foge do local sem prestar socorro
TRÁFICO DE DROGAS
Força Aérea persegue pilotos que sobrevoavam MS com mais de 1 t de cocaína
DOURADOS
Quatro pessoas são presas acusadas de fazerem parte de facção criminosa