Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
DIA NACIONAL DE COMBATE AO FUMO

Douradenses falam da dificuldade de largar o vício

29 agosto 2014 - 12h20

Na data em que é considerado o Dia Nacional de Combate ao Fumo, o Dourados News saiu às ruas para saber dos fumantes, o que motivou o vício que trás tantos malefícios para a saúde.

Angelita Batista da Silva, 80, disse que fuma desde a adolescência e que aprendeu vendo a mãe ‘pitar’ o cachimbo.

“Já parei de fumar várias vezes, mas sempre arrumo uma desculpa pra voltar, agora que estou aposentada e não tenho muito o que fazer, venho aqui na praça [Antônio João] jogar conversa fora e fumar um cigarro. Ele me deixa mais solta, preciso dele para ter vontade de conversar com as pessoas e não me sentir tão só", contou.

A psicóloga Cíntia de Souza Neto trabalha com um grupo de fumantes tem acesso ao Programa de Referência do Nasf (Núcleo de Apoio à Saúde da Família), que atende a rede básica nos 46 postos de saúde do município.

Conforme Cíntia, os grupos de apoio geralmente começam com 30 participantes e tem duração de três meses. Com apoio psicológico, nutricional, fisioterapeuta e médico clínico ou especialista, se houver necessidade de um acompanhamento específico.

Ela disse também que os atendimentos são feitos em todos os postos e não somente nos que atende à família. Pontos de referência como o da Seleta, Vila Rosa, Guaicurus e Parque das Nações l, também estão no programa.

Dos percentuais de atendimentos destes casos só em 2013, conforme dados da Secretaria de Saúde, 53% dos participantes conseguiram parar de fumar. Outros mesmo tendo parado há mais de um ano de fumar, continuam com o tratamento.

O pintor Lúcio Flôres, 38, fuma desde os 14 anos e disse que já tentou parar de fumar, mas acaba voltando porque fica muito nervoso e até têm dores no corpo se não continuar. “A briga em casa é constante, porque mulher e filhos não fumam, então querem muito que eu pare, mas não consigo,” disse.

Maria Cristina Maciel, 33, contou que já fumou muito, mas, que quando começou a se sentir mal, os filhos pediram para ela parar. “Minha saúde melhorou muito, já não sinto falta de ar e tenho mais disposição para fazer as coisas, Mas creio que é preciso ter muita força de vontade para conseguir”, falou.

As atividades desenvolvidas pelo Nasf tem conseguido reverter o quadro de fumantes existentes em Dourados.

Qualquer pessoa que tenha vontade de parar de fumar e acha que não consegue sozinho, pode procurar as unidades de saúde de seu bairro e pedir encaminhamento para começar o tratamento. “O que a secretaria de saúde propõe e que usuário faça o acompanhamento o mais perto possível de sua residência, evitando assim o desgaste de ter que se locomover para outros centros para o atendimento”, acrescentou Cíntia.


Deixe seu Comentário

Leia Também

LOTERIA
Mega paga prêmio de R$ 23,5 milhões neste sábado
Lar Ebenezer promove primeiro 'Pirão Beneficente' neste domingo
DOURADOS
Lar Ebenezer promove primeiro 'Pirão Beneficente' neste domingo
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
"Viradão" da vacina atinge cinco grupos e quer aplicar 7 mil doses contra Covid em 24h
DOURADOS
"Viradão" da vacina atinge cinco grupos e quer aplicar 7 mil doses contra Covid em 24h
Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
CAPITAL
Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
TELEFONIA
Governo edita decretos para tentar destravar licitação do 5G
Casal é preso por golpe ao vender carro alugado e alegar "furto"
OPORTUNIDADE
Fundação de Cultura seleciona artesãos para participar de duas Feiras
CAMPINAS
Grávida, Geisa Oliveira, ex seleção de basquete, morre aos 42 anos
DOURADOS
Faculdade Intercultural Indígena publica moção contra o marco temporal

Mais Lidas

DOURADOS
Morto durante o trabalho em fazenda tinha 26 anos
ACIDENTE DE TRABALHO
Maquinário cai e mata trabalhador em fazenda entre Dourados e Itahum
24 HORAS DE VACINA
Dourados terá 'viradão' da vacina para aplicar doses em cinco grupos
REGIÃO
Casal precisa ser socorrido após carro quase ser "engolido" pela chuva