Menu
Busca domingo, 25 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Mutirão levará atendimentos em saúde à aldeia Jaguapiru

25 outubro 2017 - 17h20

No dia 10 de novembro será realizada a primeira edição da ação Ebserh Solidária, iniciativa que tem por objetivo levar atendimentos em saúde a comunidades em situação de vulnerabilidade social. Serão oferecidas consultas, exames e ações educativas a milhares de pacientes, com participação dos 39 hospitais universitários federais filiados à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh).

Em Dourados, o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD), em parceria com a UFGD e a Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), fará atendimentos na aldeia Jaguapiru, deslocando ao local parte de sua estrutura assistencial e colaboradores, acadêmicos e residentes que atuam em diversas áreas.

De acordo com a Sesai, são mais de 850 procedimentos em espera na fila da regulação, entre consultas, exames e cirurgias. O objetivo, de acordo com a superintendente do HU-UFGD, Mariana Croda, é fazer dessa ação o impulso inicial para zerar a demanda até o final do ano.
“Tanto no dia 10 de novembro, como nas semanas que antecedem e sucedem o mutirão, vamos priorizar nossos atendimentos para a população indígena. Trata-se de um esforço coletivo para que os casos levantados como prioritários pela Sesai, sejam de alguma forma analisados e resolvidos”, afirma a gestora.

A ação será feita em formato de mutirão, na Escola Indígena Tengatui Marangatu, e vem sendo articulada junto à Sesai para possibilitar a realização de consultas e exames, tanto na aldeia como no HU (no caso de estruturas que não podem ser transportadas até o local do mutirão). Além disso, serão ofertadas atividades educativas em saúde sobre diversos temas, voltadas a toda a comunidade do local, e momentos de recreação para crianças e adolescentes, organizados em parceria com a Unigran.

Serão atendidos pacientes indígenas das aldeias Jaguapiru, Bororó, Panambizinho e de acampamentos próximos. Os procedimentos incluirão consultas médicas em ginecologia, oftalmologia, otorrinolaringologia, pediatria e análise de risco cirúrgico para quem já possui indicação de cirurgia eletiva. Na área de diagnóstico, serão feitos exames laboratoriais e de imagem, entre eles ultrassonografia, raio-X, tomografia, além de eletrocardiogramas. Também haverá atendimentos em odontologia, fonoaudiologia e fisioterapia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS NEWS PERGUNTA
A bicicleta é um meio de locomoção muito usado em Dourados, mas, são poucas as ciclovias. Qual o seu plano para isso?
TV DOURADOS NEWS
A Câmara Municipal de Dourados é a casa do povo e todos precisam ocupar esse espaço
TINDER ELEITORAL
Plataforma ajuda a escolher e acompanhar vereadores para eleições
PANDEMIA
China reabilita frigoríficos de MT e MS suspensos por Covid-19; um é em Dourados
CONDENADO
Médium João de Deus foi internado no Sírio Libanês, em Brasília
CULTURA
Municípios têm até segunda para assinar adesão à lei Aldir Blanc
CULTURA
Livro sul-mato-grossense é um dos finalistas do Prêmio Jabuti
PESQUISA
Fóssil achado em MG pode revelar novidades sobre dinossauros
QUEIMADAS
Corpo de Bombeiros começa a desmobilizar equipes da "Operação Pantanal II"
CAMAPUÃ
Após perseguição, veículo é apreendido com mais de 1t de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar mulher por asfixia no Canaã I é preso no Piratininga
TRÂNSITO
Moto invade preferencial, é atingida por caminhonete e dois ficam feridos na Marcelino
DOURADOS
PM é acionada e consegue evitar suicídio de homem em hotel
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares