Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DEBATE

MPF promove audiência pública sobre intolerância religiosa em Dourados

29 novembro 2019 - 07h19Por Da Redação

Com a presença de representantes de religiões de matriz indígena e africana, o Ministério Público Federal (MPF) promove nesta sexta-feira, dia 29 de novembro, audiência pública sobre intolerância religiosa.

O evento começará às 19 hora e será realizado no auditório da Fadir (Faculdade de Direito e Relações Internacionais), da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

A audiência pública visa registrar relatos sobre recentes ataques às referidas religiões e, consequentemente, propor medidas para o seu enfrentamento e prevenção. 

Serviço

Audiência pública sobre intolerância religiosa

Data: 29 de novembro

Horário: 19 horas

Local: Fadir da UFGD

Endereço: Rua Quintino Bocaiúva, 2100

Dourados

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Venda de armas de fogo chega a quase 74 mil unidades no 1º semestre
REGIÃO
Produtor leva multa de R$ 10 mil por prejudicar nascentes
INFORME PUBLICITÁRIO
Chama reinaugura supermercado em novo endereço com novidades e promoções
COXIM
Idoso fica gravemente ferido após ser atropelado por trator
REGIÃO
Homem é acusado de estuprar sobrinho de 4 anos em Ivinhema
DESMATAMENTO
Arrendatário é multado em R$ 10 mil por derrubar mais de 100 árvores
ECONOMIA
Suinocultura de MS cresce acima da média nacional com biossegurança e sustentabilidade
BRASIL
Ministério mantém recomendação para extinguir horário de verão
LEGISLATIVO DE MS
Projeto veda atos públicos com aglomeração de pessoas para conter Covid-19
DOURADOS
Polícia ouve testemunhas e apura se atirador teve ajuda de alguém em série de crimes

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem