Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905

MPE pede a demolição do Hotel Íbis em Dourados

21 janeiro 2010 - 08h45

Apesar de já se prever a inauguração para março, o impasse que envolve o Hotel Íbis, anexo ao Shopping Avenida Center, ainda não terminou. O último capítulo do impasse que se arrasta há cerca de dois anos falta ser decidido pelo Tribunal de Justiça (TJ/MS), que vai julgar o pedido do procurador do Ministério Público Estadual (MPE), Sílvio César Maluf, que solicitou a demolição do prédio.
O edifício tem nove pavimentos e comporta 98 apartamentos. As obras estão em fase de acabamento e o investimento é de cerca de R$ 7 milhões, construído pelos Empreendimentos Imobiliários Ingá e a Bertt Administrador de Bens Próprios, do Paraná (PR). O Íbis faz parte de uma rede com mais de 745 hotéis em 35 países.
As obras começaram em 2008, mas logo no começo da fase de fundação, a justiça acabou embargando a obra por causa de uma ação judicial movida pelo empresário do ramo hoteleiro Stefano Hugo Telo. Ele entrou com uma ação popular contra a construção do Hotel Ibis, sob a justificativa de que o empreendimento foi edificado no mesmo terreno do Shopping Avenida Center com área de 19.789,88 m², correspondendo a uma ocupação de 78,51% da totalidade do terreno, ou seja, a edificação foi superior à permitida pela Lei Municipal de Zoneamento, que limita em 70% sobre a área. "Só por esse motivo já se justificou o embargo da obra", explicou o advogado que impetrou a ação, Laudelino Balbuena Medeiros.
O advogado diz também haver ilegalidade na decisão do Conselho Municipal de Desenvolvimento (CMD) que em 2008 autorizou o desmembramento de uma área de 1.290,63 m² do terreno do Shopping, bem como na votação do projeto pela Câmara Municipal aprovando o desmembramento.
A apelação é contra a Bertt Administradora de Bens Próprios Ltda, o ex-prefeito Laerte Tetila e o ex-presidente da Câmara de Vereadores, Carlos Alberto Assis Bernardes (Carlinhos Cantor).
Em setembro de 2008, uma decisão do juiz da 5ª Vara Cível de Dourados, Jonas Hass Silva Júnior, revogou a decisão da liminar em que embargava a obra. Com a decisão publicada, a obra foi retomada. Em 2009, o processo foi encaminhado ao TJ/MS para decidir em 2ª instância, mas, desta vez, para a demolição, já que a obra está em fase bastante adiantada.

INAUGURAÇÃO
Em visita a Dourados, o empresário, que é sócio do Grupo Ingá, Domingos Bertoncello, informou que a inauguração do Íbis está prevista para março. Serão contratados cerca de 25 funcionários para atender a parte operacional. Os funcionários do setor administrativos já foram contratados e já passam por treinamento. Segundo o engenheiro responsável, Márcio Leandro Michellin, as obras estão em fase de acabamento e deve m ser entregues no começo de fevereiro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Funcionários da sede do Detran/MS passarão por testes rápidos do coronavírus
ECONOMIA
Governo atualiza programação orçamentária
ESPORTE
Em novo conceito, corrida de rua inicia nesta segunda-feira em MS
PANDEMIA
Mais dois municípios de MS entram na rota do coronavírus
CAMPO GRANDE
UFMS abre inscrições para curso de Especialização em Segurança Pública
CIÊNCIA
Equipe da Fiocruz MG trabalha em vacina brasileira para covid-19
PESQUISA
Datafolha: 72% discordam da frase de Bolsonaro sobre dar armas para população
PANDEMIA
Com 71 novas confirmações, MS chega a 1.489 casos de coronavírus
CAPITAL
Mulher morre após acidente de trânsito causado por homem embriagado
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos