Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

MPE cita aglomerações, falta de leitos e subnotificação para recomendar novo fechamento do comércio

10 abril 2020 - 10h00Por André Bento

Nova recomendação expedida pelo MPE-MS (Ministério Público Estadual) prevê que a prefeita Délia Razuk (PTB) suspenda imediatamente os efeitos do decreto que flexibilizou as restrições para atendimento e permitiu a reabertura do comércio de Dourados na terça-feira (7).

O documento assinado na quinta-feira (9) estabelece prazo de 48 horas para resposta da administração municipal e recomenda ainda que “as medidas de flexibilização sejam submetidas a avaliação do Comitê de Enfrentamento da Crise, Núcleo Técnico e entidades civis interessadas, a fim de que toda decisão administrativa adotada se dê com base em fundamentos técnicos”.

Assinada pelos promotores Etéocles Brito Mendonça Dias Júnior (10ª Promotoria de Justiça), Ricardo Rotunno (16ª PJ) e Luiz Gustavo Camacho Terçariol (17ª PJ), a recomendação também quer que a prefeitura garanta que eventuais atos permissivos futuros “estejam alicerçados em parâmetros reais, com especificação das atividades autorizadas, bem como das condicionantes específicas para cada uma delas”.

Além disso, o MPE recomenda que “somente ocorram após a elaboração de plano de trabalho de fiscalização, que possibilite a intensificação das medidas com demonstração da capacidade de pessoal e garantia de que lhes seja assegurado o fornecimento de EPI's necessários a atividade fiscalizatória”.

AGLOMERAÇÕES

Nas justificativas, os promotores de Justiça citam matéria publicada pelo Dourados News que mostra aglomerações formadas do lado de fora de agências bancárias a partir do dia 7, quando houve a reabertura do comércio e foram retomados os atendimentos presenciais na cidade. (relembre)

Eles também afirmam que “a realidade local demonstra que Dourados possui uma quantidade ínfima de leitos frente a numerosa população desta urbe e da macrorregião”, superior a 800 mil habitantes, e “a notória demanda vinda de toda região, como se viu no caso do primeiro óbito registrado no Município de Dourados em decorrência do Covid-19, oriundo de Batayporã”.

SUBNOTIFICAÇÃO

O MPE considera ainda “a declarada inexistência de testes para de aferir com precisão quantos são os casos existentes no Município de Dourados, restringindo-se as testagens aos casos extremamente graves”, situação que, segundo os promotores de Justiça, “tem como reflexo as subnotificações, que dificultam o combate à pandemia, devendo ser considerados quando da análise acerca das medidas de flexibilização do isolamento social, notadamente porque, como ressaltado pelo Núcleo Técnico, estudos apontam que uma pessoa infectada com o vírus é capaz de transmiti-lo para aproximadamente 2,74 outras”.

Procurado nesta manhã pelo Dourados News para informar se essa recomendação será acatada, o advogado Alexandre Mantovani, assessor especial da prefeita, disse que ainda não recebeu o documento e não sabe ainda qual será a decisão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DURANTE A PANDEMIA
Saiba quais foram as maiores lives musicais realizadas na internet
SOLIDARIEDADE
Ação de ONG leva roupas e itens de higiene para famílias de Campo Grande
BRASIL
Parques e igrejas de maior porte reabrem no DF na quarta-feira
CORRIDA ESPACIAL
SpaceX e Nasa lançam foguete com astronautas nos EUA
BRASIL
Cidade de São Paulo prorroga quarentena até 15 de junho
"RAÍZES"
Documentário sobre sacis filmado em MS tem estreia online em junho
EM MIRANDA
Mulher é estuprada após ser levada para quintal de residência
REDES SOCIAIS
Bolsonaro tira fotos sem máscara após ir a lanchonete em Goiás
NA CAPITAL
Criança fica ferida ao ser atropelada por moto em avenida de Campo Grande
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
EUA anunciam mais US$ 6 mi para ajudar Brasil no combate à pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos