Menu
Busca sexta, 15 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Início da 'Black Friday' tem movimento tímido no comércio em Dourados

27 novembro 2020 - 10h37Por Jessica Beatriz

Um levantamento desenvolvido pelo Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento Fecomércio/MS (IPF-MS), em parceria com o Sebrae, indicou que o Black Friday fomentará R$ 200 milhões em compras em Mato Grosso do Sul. Apesar disso, a movimentação no comércio de Dourados segue tímida, nesta sexta-feira (27).

A reportagem do Dourados News esteve na Avenida Marcelino Pires, onde ficam localizados vários empreendimentos comerciais. Mesmo com faixas anunciando as promoções, umas de até 80% de desconto, e locutores indicando os preços nas portas das lojas, poucos populares saiam de dentro dos estabelecimentos com compras.

Dos entrevistados na pesquisa, 34% disseram que pretendem aproveitar as promoções. Lídia Fernandes, que estava saindo de uma loja de móveis, disse que esperou meses para comprar dois ventiladores que estava precisando, entretanto, não soube precisar quanto economizou nos produtos na Black Friday.

Ainda de acordo com o levantamento, a sondagem junto aos empresários aponta que a expectativa é de que as pessoas gastarão menos com presentes e comemorações de final de ano, por isso, “a Black Friday será uma oportunidade para a compra de lembranças, com menor recurso”, acredita Daniela Dias. Essa parcela poderá alcançar R$ 100 milhões. 

O gasto médio durante a Black Friday entre os consumidores do Estado será de R$ 956,74, indica a pesquisa. No comércio local foi possível notar compradores saindo das lojas com sacolas pequenas, ao contrário de outras edições, onde as pessoas aproveitavam para comprar eletrodomésticos com o custo mais elevado. Maria Lucia, 41, relatou que comprou um liquidificador na promoção e economizou R$30,00, antes o produto custava R$ 169,00.

Pandemia

Conforme levantando na pesquisa, a pandemia e o consequente distanciamento social funcionarão como propulsores para uns e restritivos para outros. Isto porque para aqueles em que houve a redução da renda e suspensão dos contratos de trabalho, praticamente não há perspectivas de gastos durante a Black Friday. 

Por outro lado, para aqueles que não tiveram alteração, ou que obtiveram aumento ou pequena redução da renda, o fato de passarem mais tempo em casa, fez com que buscassem mais conforto e comodidade, ampliando com isso a procura por artigos de decoração, reforma, móveis, entretenimento, alimentação, eletrodomésticos e eletrônicos para o trabalho em casa. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

AUTOMOBILISMO
Fórmula 1 anuncia temporada 2022 com recorde de 23 corridas
BRASIL
Butantan recebe autorização para iniciar testes de soro anti-covid
Após tentativa de fuga, mulher entrega casal de traficantes que acaba preso
AQUIDAUANA
Após tentativa de fuga, mulher entrega casal de traficantes que acaba preso
Acusado de distribuir cocaína para traficantes menores é preso
REGIÃO
Acusado de distribuir cocaína para traficantes menores é preso
Em atitude suspeita, jovem acaba presa por receptação
ANASTÁCIO
Em atitude suspeita, jovem acaba presa por receptação
BRASIL
CPI da Pandemia redefine último dia de depoimentos na semana que vem
DOURADOS
Com instabilidade na rede elétrica, central de vacinação interrompe serviços
TEMPORAL
Ruas são interditadas em Dourados após vendaval; veja quais
CLIMA
Alan decreta situação de emergência após temporal que deixou rastro de destruição em Dourados
DOURADOS
Asfalto de avenida cede na região Norte e trânsito é interrompido

Mais Lidas

DOURADOS
Polícia indicia três e recupera R$ 32 milhões de golpe milionário em empresa
FRONTEIRA
"Olheiro" de vítimas da chacina em Pedro Juan é preso
VIOLÊNCIA
Ataque na fronteira deixa um morto e dois feridos, entre eles vereador
CLIMA
Chuva e ventos fortes derrubam árvores em Dourados e causam estragos em posto da PRF