Menu
Busca quinta, 16 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ESPECIAL: EMBRIAGUEZ AO VOLANTE

Embriaguez e outras infrações deixam mais de 700 sem CNH

24 julho 2014 - 11h02

Thalyta Andrade

Na terceira e penúltima reportagem especial sobre embriaguez ao volante, o Dourados News aborda o fato de centenas de douradenses estarem com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa por infrações, e destaca também um possível ‘horizonte’ para que a irresponsabilidade no trânsito seja significativamente reduzida.

De acordo com o Detran (Departamento de Trânsito), a tolerância hoje é zero com o condutor que assume o risco de dirigir embriagado. Para quem é flagrado nesta condição, é aplicado um auto de infração com multa de R$ 1.950, perda de sete pontos na carteira, e uma suspensão de 12 meses nos quais ele não vai poder dirigir.

“Bebeu um copo sequer de cerveja, vai ser penalizado. A tolerância hoje é zero. O condutor que bebeu e dirigiu está errado, independente da quantidade de álcool. As pessoas muitas vezes acham que isso não está acontecendo, o que não é verdade. Se você tiver uma infração de álcool em 12 meses, rende uma suspensão. Se você tiver duas, sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) vai se cassada. E ainda há as penalizações na esfera criminal também, junto à polícia”, alertou o diretor do Detran em Dourados, Aparecido Dias Duarte.

De janeiro a junho, Dourados tem um movimento médio total de mais de 700 pessoas notificadas e também com CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa. São diversos tipos de infração: álcool, capacete, direção perigosa, entre outros. Os condutores são encaminhados para a chamada ‘reciclagem’, com 40 horas de aulas teóricas, e depois é feita uma avaliação onde a média é sete para que a pessoa seja aprovada, cumpra sua pena, e recupere a carteira.

“É um número bastante significativo, e o curioso é que geralmente são pessoas que dependem da CNH para trabalhar, como motoristas. É assustador. Um perfil de pessoas com mais idade e que, teoricamente deveriam ter uma responsabilidade maior e não têm. Existe sim a questão da juventude que consome bastante álcool. Mas, no dia a dia, é a pessoa mais velha que é pega nessa situação. O jovem faz parte de casos mais pontuais, em saídas de festa, por exemplo”, apontou Duarte.

De acordo com o diretor do Detran, a cultura de que “não vai dar em nada”, é algo realmente equivocado da parte dos motoristas. Na reportagem especial de ontem, autoridades de polícia fizeram o mesmo alerta [(confira reportagem clicando aqui)](http://www.douradosnews.com.br/dourados/em-apenas-tres-anos-media-de-flagrantes-por-embriaguez-em-dourados-aumentou-162).

“As pessoas acham que não vai dar em nada, mas é só checar o perfil de quem está cumprindo pena para você ver a situação. O Detran tem um sistema informatizado que cuida da ficha de cada condutor. Então, acabou a impunidade nesse sentido de escapar da punição junto ao departamento. Não tem o que se fazer porque a pessoa vai sim cumprir a pena aqui e também na esfera criminal junto à polícia. Não há escapatória e grande prova disso são as milhares de carteiras suspensas e pessoas no curso de reciclagem”.

Comandante da GM defende educação de crianças e reeducação de adultos (Foto: Ademir Almeida)

Educar crianças e reeducar adultos

Por fim, o diretor do Detran em Dourados ressaltou o que pode vir a ser um ‘horizonte’ na educação no trânsito. Na avaliação de Duarte, o passo fundamental não só para que os motoristas não dirijam embriagados, mas também para que não cometam infrações ao Código de Trânsito que colocam em risco a segurança individual e coletiva, vem do âmbito familiar.

“O primeiro passo é a família, que é a base, e é de onde deve vir os bons exemplos. Existe aquele pai que a criança vê bebendo e dirigindo e acaba incentivada a ter este tipo de comportamento no futuro. Então neste ponto a família precisa dar o exemplo. É também preciso que as escolas invistam no trabalho de educação no trânsito. Dourados há quase 10 anos atrás tinha 40 mil veículos, hoje a frota é de mais de 125 mil. Isso é a nossa frota, fora os que vem dos 35 municípios da região que procuram universidade, atendimento médico, entre outros serviços na nossa cidade. Já vivemos em uma realidade ruim e de muitos acidentes, e a tendência é piorar se o tamanho da frota for aliado a inúmeras infrações por parte dos condutores”.

Na cidade, segundo a Semed (Secretaria Municipal de Educação), o trabalho de educação no trânsito é trabalhado pela Guarda Municipal, que mantém projetos nesse sentido. O comandante da Guarda, João Vicente Chencarek, disse ao Dourados News que realmente a educação junto às crianças, e a reeducação junto aos adultos é um ponto fundamental para um trânsito mais seguro. A Guarda faz palestras nas escolas municipais, estaduais, particulares, e também em faculdades e empresas, visando a conscientização preventiva, e os efeitos que o mau comportamento no trânsito causa.

“Tudo é explicado conforme o público-alvo. No nosso entendimento, crianças, jovens, e adultos precisam ser constantemente conscientizados, não basta só tirar a CNH, aprender a teoria, conviver com a prática, e acabou. Com os jovens, por exemplo, constatamos que cada vez mais existem acidentes com mortes em que a maioria dos envolvidos são jovens e em grande parte embriagados. Já com as crianças, entendemos que é fundamental preparar esses futuros condutores a terem mais consciência para reduzirmos a violência e morte no trânsito”, destacou o comandante, que mencionou ainda, que a responsabilidade não é apenas dos condutores. “As nossas autoridades têm que começar a se preocupar com a logística de trânsito da cidade, projetando ela para suportar a demanda que só cresce e estará bem sobrecarregada daqui a alguns anos”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Caixa reduz juros do crédito habitacional na modalidade poupança
Fiscalização encontra 30 quilos de cocaína em tanque de combustíveis
SÃO PAULO
Fiscalização encontra 30 quilos de cocaína em tanque de combustíveis
BRASIL
Mesa da Câmara confirma cassação do deputado Boca Aberta
Ambiental surpreende infratores pescando na Cachoeira do Apa 
CRIME AMBIENTAL
Ambiental surpreende infratores pescando na Cachoeira do Apa 
PUBLICAÇÃO
Prazo para envio de trabalhos da Revista da PGE termina amanhã
Acusado de assassinato, homem é flagrado levando foragido ao Paraguai
Números da pandemia
Média móvel de mortes por Covid fica acima de 500 pelo 3º dia
CAMPO GRANDE
Homem armado invade residência e estupra adolescente de 15 anos
MS
Tribunal de Justiça inicia curso de formação dos novos juízes substitutos
ACIDENTE
Funcionário morre esmagado por égua em fazenda do Pantanal

Mais Lidas

DOURADOS
Após denúncias, casal é preso por tráfico no Jardim Guaicurus
TRAGÉDIA EM SP
Sócio de usina em MS e mais 6 pessoas morrem em acidente com aeronave
DOURADOS
Embriagado, dono de bar agride e ameaça funcionária
DOURADOS
Para desafogar 'avenida da morte', obra em trevo da BR-163 começa no próximo mês