Menu
Busca terça, 28 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
SAÚDE

Mesmo sem mortes, Dourados mantém alerta contra Influenza

22 setembro 2014 - 11h20

A influenza tem sido motivo de alerta em Mato Grosso do Sul devido ao volume de mortes pela doença registradas este ano. Em Dourados, não há qualquer caso de óbito em decorrência da gripe. No entanto, o município segue atento e focado na prevenção, contando com o apoio dos moradores para manter o índice.

No Estado já são 27 mortes por Influenza. A quantidade é a mesma atingida em todo o ano de 2009, quando houve um surto global da doença. No ano passado foram 15 mortes, em 2012 foram oito. Em 2010 e 2011 não houve óbitos.

Conforme o mais recente Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, Dourados está com 13 casos notificados de influenza. É menos do que o registrado por algumas cidades onde a população é menor, como Caarapó (31), Corumbá (80), Ladário (17) e Sidrolândia (21). O volume ainda é muito pequeno diante de Campo Grande, que tem em disparada o maior número de casos, com 279 notificações.

“Nossa situação está controlada em relação ao Estado, mas isso não significa que devemos relaxar. A população está bem vacinada e para manter o índice, precisamos do apoio de todos para que continuem fazendo a prevenção”, ressaltou o secretário de Saúde, Sebastião Nogueira.

A influenza ocorre com mais frequência nos meses de outono e inverno, quando as temperaturas caem. A melhor estratégia para prevenção é a vacina. Neste ano, 47.956 douradenses que se encaixam na população com mais risco de contrair a doença estão vacinados. O município ultrapassou a meta de cobertura vacinal, atingindo 86,41% do público-alvo durante a campanha nacional de vacinação, já encerrada.

Algumas práticas de rotina também contribuem para a prevenção. Entre estas estão a higiene das mãos com água e sabão, abrir um pouco as janelas, e evitar aglomerações de pessoas. Aquele que já estiver com a gripe, não deve sair de casa enquanto estiver em período de transmissão da doença (ate cinco dias após o início dos sintomas) e evitar entrar em contato com outras pessoas suscetíveis. Caso não seja possível, usar máscaras cirúrgicas; evitar aglomerações e ambientes fechados (deve-se manter os ambientes ventilados); repouso, alimentação balanceada e ingestão de líquidos.



Deixe seu Comentário

Leia Também

NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil registra mais 818 mortes por Covid e ultrapassa 595 mil
NOVA ANDRADINA
Ex-vereador é preso por furtar insumos agropecuários de prefeitura
Detran-MS encerra curso de agente de trânsito com blitz em Dourados
GERAL
Detran-MS encerra curso de agente de trânsito com blitz em Dourados
CAPITAL
Detento de 37 anos é encontrado morto em cela de Presídio
FUTEBOL
Uefa e Conmebol anunciam a criação da Super Copa dos Campeões
REGIÃO
Polícia prende investigado por estupro de vulnerável
Fundação de Cultura divulga relação dos beneficiados no "MS Cultura Cidadã"
SAÚDE
Pfizer pede à Anvisa que avalie eficácia de terceira dose da vacina
MARACAJU
Ex-prefeito ficará em prisão domiciliar e usará tornozeleira eletrônica
IMUNIZAÇÃO
Dourados aplicará dose 2 da vacina contra Covid nesta quarta-feira

Mais Lidas

REGIÃO
Acidente entre Dourados e Fátima do Sul matou mulheres e deixou policial ferido
EXECUÇÃO
Justiceiros matam mais um na fronteira e deixam recado
DOURADOS
Mulher é agredida em discussão e desfere golpe de faca no órgão genital do companheiro
HOMICÍDIO
Com tiros na cabeça e peito, jovem é executado em Pedro Juan Caballero