Menu
Busca sábado, 05 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE PÚBLICA

Meningite tem três mortes confirmadas e uma sob suspeita neste ano em Dourados

02 dezembro 2019 - 12h05Por André Bento

A morte de uma criança de 6 anos por suspeita de meningite na manhã de sexta-feira (29) em Dourados provocou corrida a alguns postos de saúde por vacina. Neste ano, em meio a 25 casos confirmados, a doença matou três pessoas na cidade. É o mesmo número de óbitos registrados em 2018, quando as confirmações totalizaram 28.

Esses dados foram fornecidos ao Dourados News pelo enfermeiro Devanildo de Souza Santos, gerente na Secretaria Municipal de Saúde lotado na Vigilância Epidemiológica.

Ele detalhou que no ano passado as vítimas fatais tinham 32, 35 e 44 anos. Em 2019, as idades foram de 52 e 19 anos, e de 3 meses.

Ocorrida às 6h de sexta-feira, a morte do menino morador na Sitioca Ouro Fino, que esteve internado no HU-UFGD (Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados), ainda não teve a causa confirmada, mas há suspeita de que seja a quarta vítima fatal da meningite no ano.

O pai da criança queixou-se de negligência no atendimento prestado no posto de saúde. Contudo, médica ouvida sob condição de anonimato alegou ter encaminhado o menino da UBS (Unidade Básica de Saúde) da Seleta para a UPA 24 Horas (Unidade de Pronto Atendimento) via Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) porque percebeu a gravidade do caso, mesmo sem dispor de exames laboratoriais.

Apesar da corrida por vacina iniciada após a notícia desse óbito, Edvan Marcelo Morais Marques, do Núcleo de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde, explica que mesmo nos casos de quem teve contato com pessoas infectadas, a procura por assistência médica deve ser para tratar sintomas, caso haja.

“Vacina é medida preventiva e com antecedência”, alerta.

Segundo ele, existe a recomendação de vacinas para dois tipos de meningite. “Estas estão inclusas no calendário nacional de vacinação como rotina. A criança recebe um tipo de vacina aos 2, 4, e 6 meses, e outro tipo aos 3 e 5 meses. Ambas contra determinado tipo de meningite”, detalha.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Tio e adolescente são encontrados, mas criança continua desaparecida
CAMPO GRANDE
Tio e adolescente são encontrados, mas criança continua desaparecida
COVID-19
STF julgará ações sobre plano de vacinação do governo no próximo dia 17
REGIÃO
UFGD prorroga as inscrições do Vestibular da Educação a Distância
FUTEBOL
Fifa anuncia que Mundial de Clubes de 2021 será no Japão
CAPITAL
Mulher tem arma empurrada contra o pescoço durante assalto
JUSTIÇA
Autor de agressões que vitimaram jovem deve indenizar família da vítima
GOLPE
Homem perde cerca de R$ 19 mil ao tentar comprar carro pela internet
PRESIDÊNCIA
Mourão diz que parte dos assessores de Bolsonaro distorce fatos
BR-381
Ônibus irregular cai de viaduto e deixa 14 mortos em Minas Gerais
FUTEBOL
TJD/MS atende pedido do Comercial e suspende semifinal do Estadual

Mais Lidas

DOURADOS
Novo decreto não autoriza horário estendido do comércio em dezembro
TRÊS LAGOAS
Mãe vê menina com vizinho ao chegar do trabalho e descobre estupro
ECONOMIA
Pessoas que receberam auxílio emergencial irregular serão cobradas por SMS
PANDEMIA
Com novo óbito, Dourados confirma sexta morte por Covid em quatro dias