segunda, 16 de maio de 2022
Dourados
21°max
10°min
Campo Grande
21°max
13°min
Três Lagoas
23°max
17°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADENSE EM RONDÔNIA

Levada pela Covid-19 longe de casa, Nice é enterrada na presença da família

10 junho 2021 - 13h48Por Adriano Moretto e Thalyta Andrade

Uma das sete pacientes encaminhadas para receber tratamento em Porto Velho (RO) na sexta-feira (4/6), Veronice Menani Ximenez, 52, não resistiu à Covid-19 e morreu na capital de Rondônia três dias depois. 

Após um traslado que rompeu aproximadamente 2,4 mil quilômetros de distância de Dourados, onde morava, ela foi enterrada no final da manhã desta quinta-feira (10/6). O sepultamento aconteceu rapidamente acompanhado por familiares e amigos próximos.

Mãe de dois filhos e com cinco netos, Nice, como era conhecida, residia no Jardim Novo Horizonte, região Oeste da cidade e decidiu se deslocar até o Norte do país após conversa com o marido, Ramão Claudionor Ximenez, 50, com quem falou pela última vez na noite de 3 de junho, um dia antes dela deixar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento).

“Meu último contato com ela foi na quinta-feira a noite, na UPA. Perguntei se queria mesmo [ser transferida], e ela respondeu que se fosse pra melhor, sim. Acredito ter ido para procurar algo melhor”, relatou.

Em frente a capela desde o início da manhã, aproximadamente 20 pessoas não puderam velar o corpo. 

Veronice foi levada diretamente ao cemitério municipal Bom Jesus, na rua Coronel Ponciano. “Não teremos velório, agora é enterrar dignamente”, comentou Ramão. 

Ele e as pessoas próximas também relatam momentos de angústia até a chegada do corpo. De acordo com o grupo, o carro funerário que fez o transporte deixou Campo Grande por volta de 6h30 e demorou mais de 5h para chegar. 

“Fomos informados que o carro teria saído de Campo Grande às 6h30 e ficamos na espera, parece que quebrou no meio do caminho, diantante 100km. É uma dor que não passa”, disse ao Dourados News ainda antes da chegada do veículo. 

Segundo a família, o traslado começou na tarde de terça-feira (8/6) via terrestre, e não por avião, aumentando ainda mais o tempo de espera pela despedida. 

Transferência

A falta de leitos para tratamento de Covid em todo o Mato Grosso do Sul já fez com que pelo menos 11 pacientes que aguardavam vagas em Dourados fossem encaminhados a outros Estados. 

Além dos sete transferidos para Rondônia na sexta-feira passada, mais quatro precisaram ser levados até São Bernardo do Campo (SP) na tarde de ontem (9/6). 

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 36 pessoas ainda aguardavam na fila de espera por leitos na quarta-feira. 

Há pelo menos três meses, a maior e mais populosa cidade do interior sul-mato-grossense se encontra com 100% de ocupação dos leitos de UTI destinados ao tratamento do coronavírus. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Carro bate em caminhão e motorista sofre traumatismo craniano
BR-163

Carro bate em caminhão e motorista sofre traumatismo craniano

BRASIL

PF vai investigar mudança de domicílio eleitoral de Sergio Moro

Polícia apreende 386 quilos de maconha na rodovia MS-164
MARACAJU

Polícia apreende 386 quilos de maconha na rodovia MS-164

DEFESA DA DEMOCRACIA

Entidades entregam carta a Fachin em repúdio a ataques de Bolsonaro

MIRANDA

PMA fiscaliza 45 barcos, 5 chalanas, pescadores e apreende petrechos

REGIÃO

Em Paranhos, Governo investe mais R$ 6 milhões em infraestrutura

DOURADOS

Colombiano é preso por furtar notebook de restaurante onde trabalhava 

JARDIM TROPICAL

Polícia fecha ponto de distribuição de drogas comandado por universitários 

JUSTIÇA

Procon Expresso no Cijus facilita solução de conflitos de consumidores

JARDIM

Tapa no rosto antecedeu briga da morte de filho de secretária

Mais Lidas

CAPITAL

Homem mata esposa com 22 facadas na frente do filho

TRÁFICO DE DRGOAS

Casal é preso na fronteira tentando trazer maconha para Dourados

TEMPO

Dourados tem alertas de tempestade e de onda de frio

HOSPITAL DA VIDA

Foragido da Justiça por não pagar pensão é esfaqueado em conveniência