domingo, 14 de julho de 2024
Dourados
10ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS

Juiz manda prefeitura exonerar temporários e convocar aprovados em concurso

18 outubro 2017 - 08h59Por Adriano Moretto

A justiça determinou que o município de Dourados nomeie os candidatos aprovados em concurso público de provas e títulos e exonere os servidores temporários contratados. A decisão é do juiz José Domingues Filho após pedido feito pelo MPE (Ministério Público Estadual) que ajuizou ação através do promotor Eteocles Brito Mendonça Dias Júnior, da 16ª Promotoria de Justiça.

De acordo com decisão, o Município fica obrigado a exonerar todos os servidores temporários contratados em vagas puras, bem como de servidores comissionados que estão exercendo funções iguais, equivalentes ou semelhantes à cargos efetivos de professor.

Entre as funções definidas pela ordem judicial estão os professores de língua portuguesa, inglesa, matemática, história, geografia, ciências e educação agropecuária, além de especialista em educação indígena (funções de coordenação pedagógica indígena e supervisão técnica escolar indígena), professor indígena (funções de professor de anos iniciais, professor da educação infantil, professor de língua portuguesa, professor de língua inglesa, professor de matemática, professor de história, professor de geografia, professor de arte, professor de educação física, professor de ciências, professor de língua indígena guarani, professor de língua indígena terena), Pedagoga Indígena (função de pedagoga indígena) e, Professor (função de professor coordenador, professor de artes iniciais, professor de arte, professor de educação física, professor de educação infantil e professor intérprete, objeto dos concursos em referência).

A nomeação, deverá ser de acordo com a respectiva ordem, tanto dos aprovados, quantos os necessários e suficientes para preenchimento das vagas puras ocupadas por servidores temporários, referente às funções iguais, equivalentes ou semelhantes exercidas por comissionados.

O juiz determinou ainda que seja publicada, a cada nova convocação, lista de candidatos aprovados em concurso que manifestaram desistência voluntária, ou foram considerados inaptos à posse, ou seja, aqueles que, independente do motivo, não tiveram sua posse no cargo público concretizada.

O município ainda não se posicionou oficialmente sobre o fato, porém, a determinação deve ser acatada pela prefeita Délia Razuk (PR).

Deixe seu Comentário

Leia Também

Investimentos públicos potencializam turismo em Rio Verde
MS

Investimentos públicos potencializam turismo em Rio Verde

VIGILÂNCIA

Saúde recomenda atenção para casos de febre Oropouche no país

Eleições 2024: não deixe para a última hora o download do e-Título
ATENÇÃO CIDADÃO

Eleições 2024: não deixe para a última hora o download do e-Título

Idoso é preso por estupro de vulnerável na capital
CRIME

Idoso é preso por estupro de vulnerável na capital

ECA, 34 anos: proteção digital de crianças é principal desafio
DEBATE

ECA, 34 anos: proteção digital de crianças é principal desafio

TRÁFICO

Traficantes são presos com cocaína e maconha em Sonora

OPINIÃO

Sobre "roubo de joias" e outras coisas....

IMPASSE

Pacheco aponta resistência do mercado financeiro a projeto das dívidas estaduais

BRASIL

Câmara aprova definição do projeto marco legal de hidrogênio verde

ESPORTES

Seleção Sub-17 derrota Angola por 3 a 0 e decide título neste domingo

Mais Lidas

MS

Inscrições para o Curso de Libras EAD Nível I do 2º Semestre abrem dia 15 de julho

OPORTUNIDADE

Com recrutamento noturno, indústria abre 400 vagas de trabalho em Dourados

DOURADOS

Ministro admite atraso e prevê projeto de novo terminal do Aeroporto concluído até fim de julho

PREVISÃO

Mais frio: Inmet coloca Dourados em alerta para declínio de até 5ºC na temperatura