Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Justiça decreta prisão preventiva de mãe, filho e sobrinho que assaltaram taxista

03 janeiro 2020 - 10h49Por André Bento e Osvaldo Duarte

A Justiça de Dourados converteu em preventiva e decidiu manter presos três membros de uma mesma família acusados de agredir e assaltar taxista na noite de 30 de dezembro na região do Loteamento Bonanza. Eles passaram por audiência de custódia no plantão Judiciário durante a tarde de quinta-feira (2).

Antônio Sérgio Moreira Pavão, de 23 anos, a mãe dele, Vanda Cristina Moreira, de 48 anos, ambos residentes no Jardim Rasslem, e José Aparecido Rodrigues de Almeida, de 22 anos, morador na Sitioca Campina Verde, sobrinho da mulher, foram capturados em Itaporã após o crime porque o carro levado no roubo quebrou.

Conforme despacho disponível no sistema de acompanhamento processual do TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), a prisão em flagrante dos autuados já havia sido homologada e convertida em preventiva para garantia da ordem pública.

A audiência de custódia foi realizada para apurar “a ocorrência de indícios de abuso físico e/ou psicológico ao preso, determinando, se for o caso, as medidas judiciais que a situação exigir”, ou “a necessidade da conversão da prisão em flagrante em preventiva ou da aplicação de outras medidas cautelares diversas da prisão”.

Contudo, o juiz responsável pelo caso pontuou que “os autuados não relataram abuso físico e/ou psicológico no momento das suas prisões em flagrante e mesmo durante seus interrogatórios na fase policial” e considerou necessário manter a custódia cautelar dos autuados “para garantia da ordem pública”.

Conforme já revelado pelo Dourados News, a vítima do crime foi um taxista de 40 anos, morador no Jardim Água Boa. À polícia, ele relatou ter sido contratado no ponto em que atua, na área central por dois homens e uma mulher. Pouco antes das 21h, os passageiros chegaram e deram como destino para corrida o Loteamento Bonanza, mas no bairro anunciaram o assalto.

A vítima tentou reagir e foi agredida pelos assaltantes, que fugiram com o veículo, um Chevrolet Cobalt. Horas depois, contudo, a Polícia Militar foi informada que um carro com as mesmas descrições do levado em assalto estava parado no cruzamento das ruas Aral Moreira e João José de Souza, em Itaporã, município vizinho distante pouco mais de 17 quilômetros de Dourados.

A família foi presa porque houve problemas no motor do carro roubado. Levados para delegacia nessa véspera de Ano Novo, foram autuados em flagrante pelo roubo. Com eles havia uma faca.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Major da reserva da PM morre em decorrência do novo coronavírus
REPARAÇÃO HISTÓRICA
Volks faz acordo para reparar violações dos direitos humanos na ditadura
CAMPO GRANDE
Homem invade casa da ex e agride atual com socos e golpe de marreta
BRASIL
Caixa Econômica lança a "Super Sete" nova modalidade de loteria
POLÍCIA
Homem morre ao tentar invadir delegacia de Glória de Dourados
RIO DE JANEIRO
Alerj autoriza continuidade do processo de impeachment contra Witzel
DESCAMINHO
Polícia apreende carreta com cigarros e causa prejuízo de dois milhões
JUSTIÇA
Loja deve trocar produto que apresentar defeito até 6 meses de uso
PRESIDENTE INVESTIGADO
Julgamento no STF sobre depoimento de Bolsonaro será em plenário virtual
ITAQUIRAÍ
Ação conjunta prende traficante e apreende duas toneladas de drogas

Mais Lidas

DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida
PARANÁ
Traficante Elias Maluco é encontrado morto em presídio federal
PEDRO JUAN
Terror na fronteira: três veículos de luxo são incendiados em pontos distintos
PANDEMIA
Prefeitura e MPE entram em acordo para retorno das aulas presenciais na rede privada