Menu
Busca sábado, 31 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Juiz mantém prisão preventiva de acusado pela morte de secretário municipal

30 setembro 2020 - 10h38Por André Bento

O juiz Eguiliell Ricardo da Silva decidiu manter preso Fernando Souza Gonçalves, de 31 anos. Assassino confesso do ex-secretário interino de Agricultura Familiar, Alceu Junior Silva Bittencourt, o preso é acusado de homicídio qualificado e pode ser julgado pelo júri popular.

Em despacho proferido na quarta-feira (29), o titular da 3ª Vara Criminal de Dourados revisou a necessidade de manutenção da prisão preventiva do réu, conforme previsto no artigo 316, parágrafo único, do Código do Processo Penal, acrescido pela Lei nº 13.964 de 24 de dezembro de 2019, essa última, legislação integrante do chamado pacote anticrime.

Ao mencionar que a prisão em flagrante do acusado foi convertida em preventiva no dia 7 de julho deste ano, o magistrado lembrou que aquela decisão “assentou a presença dos requisitos autorizadores da custódia cautelar, fundamentada na garantia da ordem pública, em razão da gravidade concreta do delito, e para garantia da aplicação da lei penal, elementos que perduram até o presente momento”.

“Em razão disso, e também por não estar caracterizado constrangimento ilegal por excesso de prazo na conclusão da instrução processual, a qual encontra-se em regular trâmite, mantenho a prisão preventiva do réu Fernando Souza Gonçalves”, despachou.

O juiz determinou ainda que seja aguardada a realização da audiência de instrução e julgamento designada para as 14h do dia 14 de outubro. Nessa oportunidade deve haver a inquirição das testemunhas comuns e o interrogatório do réu, por sistema de videoconferência com a PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

O ex-secretário municipal interino de Agricultura Familiar, Alceu Junior Silva Bittencourt, foi morto na tarde de 4 de julho com um golpe de faca no pescoço enquanto atendia cliente na barbearia de sua propriedade, localizada na Rua Mozart Calheiros, no bairro Izidro Pedroso, em Dourados.

De acordo com a denúncia oferecida pelo promotor de Justiça Luiz Eduardo Sant’Anna Pinheiro, o réu Fernando Souza Gonçalves é acusado de homicídio qualificado por motivo torpe e recurso que dificultou a defesa da vítima, além de ameaça contra o cliente que era atendido no momento do ataque.

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Ministro Humberto Martins presta homenagem ao jurista Paulo Bonavides
STF
Provas obtidas por interceptação telefônica baseada apenas em denúncia anônima são ilícitas
ESPORTE
Com três de Falcão, Grêmio goleia em estreia na Liga Fut7 Nacional
CRIME AMBIENTAL
Flagrado com jacaré abatido terá que pagar multa de R$ 5 mil
STJ
Primeira Seção admite renúncia a valores para demandar em juizado especial federal e evitar fila de precatórios
REGIÃO
PM recupera bicicletas e motos furtadas em aldeia
ESTADO
Interior de MS volta a receber carreta da Justiça no próximo dia 5
STF
Ministro suspende penhora de verbas públicas para satisfação de crédito de terceiro
ESTADO
Pescadores são flagrados e presos com 30 redes, petrechos e 20 kg de pescado
TRANSTORNOS
Pesquisa revela aumento da ansiedade entre brasileiros na pandemia

Mais Lidas

JÚRI
Assassinos de jovem após "tribunal do crime" em Dourados são condenados
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
DOURADOS
Homem suspeito de estuprar criança que saiu para comprar doce é colocado em liberdade
AVENIDA PRESIDENTE VARGAS
Titan com quase R$ 400 mil em multas é apreendida em Dourados