Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Jovem desaparecida no dia 20 é encontrada morta com nove facadas

28 fevereiro 2013 - 14h59

Da Redação

Foi encontrada morta, no início da tarde desta quinta-feira (28), Beatriz Beraldo Martins de 20 anos, moradora na Sitioca Campo Belo, ela estava desaparecida desde o dia 20, quarta-feira passada.

De acordo com informações policiais a jovem foi encontrada próximo a uma mata, às margens da BR-163 atrás do Senai, com nove facadas em diversas parte do corpo.

Segundo testemunhas, no dia do crime Beatriz foi buscar suas duas filhas em uma creche, depois as deixou na casa de uma tia, na Vila Cachoeirinha e voltava para casa em busca de documentos.

Ela foi encontrada com as pernas e braços amarrados e parte do corpo estava coberto com um saco plástico. A polícia ainda não sabe quem seria o autor do crime. (Com Osvaldo Duarte)

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Rapaz é preso quando tentava arremessar maconha para dentro de presídio
AJUDA FINANCEIRA
Dinheiro do governo permitirá que pessoas mantenham isolamento, diz Guedes
CAMPO GRANDE
Banco deve declarar inexistente fraude no cartão de R$ 61 mil
COVID-19
Saúde prepara protocolo sobre uso de máscaras por pessoas sem sintomas
PANTANAL
Mulher e criança feridas ao cair de charrete são resgatadas em aeronave
JUDICIÁRIO
CNJ e Ministério da Saúde autorizam enterros e cremações sem atestado de óbito
TACURU
Paranaense é multado em R$ 7,5 mil por incêndio em madeira e galhadas
JUSTIÇA
Falha no conserto de veículo segurado gera indenização a consumidor
PARANAÍBA
Jovem de 20 anos é preso com R$ 190 em cédulas falsas de dinheiro
EDITORIAL
Jornal britânico 'The Guardian' diz que Bolsonaro é 'perigo para brasileiros'

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51