Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Instituto Federal é conquista coletiva,diz Geraldo Resende

04 dezembro 2012 - 15h00






A população de Dourados vai ter, nos próximos anos, mais uma grande conquista no setor educacional, possibilitando formação de obra qualificada para o mercado de trabalho em vários segmentos: uma unidade do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS). Essa vitória é resultado de uma luta que vem sendo travada há mais de seis anos pela bancada federal, na atual e na legislatura anterior.


As afirmações são do deputado federal Geraldo Resende, durante audiência pública realizada segunda-feira (3) na Câmara de Vereadores, com a presença do prefeito Murilo Zauith, do reitor do IFMS Marcus Aurélius Stier Serpe, da Pró-Reitora de Ensino e Pós Graduação Marcelina Teruko Fujii Maschio, deputado estadual Laerte Tetila, presidente da Câmara de Vereadores Idenor Machado, vereadores Albino Mendes e Elias Ishy, entre outros, além de diversas lideranças classistas e políticas, empresários, professores e outros segmentos.


“Da mesma forma que a luta pela implantação da UFGD, a conquista de uma unidade do Instituto Federal é uma iniciativa que vai mudar radicalmente o perfil econômico em nossa cidade, assim como ocorreu em outras regiões do país”, afirma Geraldo Resende. “Estávamos certos quando, desde 2006, engajamos nesta luta”.


Os cursos

A audiência pública serviu para extrair um indicativo de cursos que poderão ser ofertados na unidade local, sendo quatro técnicos (Edificações, Automação Industrial, Metalurgia e Designer de Produtos) e três superiores (Fabricação Mecânica, Produção em Vestuário e Produção Moveleira).


Essas indicações são resultado de um levantamento que foi feito pela Secretaria de Indústria e Comércio do Município, junto a instituições de apoio e ensino nas áreas de indústria e serviços, como Sebrae, Senai, Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), entre outras.


Durante a audiência, o prefeito Murilo Zauith explicou que a unidade do IFMS em Dourados vai ser construída em área de 50 mil metros quadrados, na região do Jardim Canaã I, cujo terreno foi adquirido pelo Município ao custo de R$ 500 mil. A construção do prédio vai demandar investimentos da ordem de R$ 7 milhões e as obras deverão ter início no primeiro semestre do ano que vem, com previsão de término em 2014.


A conquista da unidade de Dourados faz parte de um pacote lançado pela Presidente Dilma Roussef em agosto do ano passado, dentro da terceira fase do Plano de Expansão da Rede Federal de Educação. Para Mato Grosso do Sul, também foram incluídos, nesta etapa, os municípios de Naviraí e Jardim.

Na ocasião, a presidente garantiu que até 2014 serão inauguradas quatro novas universidades federais, no Norte e no Nordeste; 47 novos campi a partir da expansão de universidades já existentes, além de 208 novas escolas técnicas em 200 municípios, visando atender 1,2 milhão de alunos nas universidades federais e outros 600 mil, nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Caixa deposita saque emergencial do FGTS para nascidos em fevereiro
TRIBUTO
Veículos com placas finais 5 e 6 devem ter documentação quitada em julho
DOURADOS
Alimentando carentes há 20 anos, "sopão" na aldeia precisa de ajuda para continuar na pandemia
INFORME PUBLICITÁRIO
OI Fibra leva Internet de até 400 mega a Dourados
MATO GROSSO DO SUL
Iniciado leilão com mais de 200 motocicletas para circulação
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
TRAGÉDIA
Ciclista morre após ser atropelado por carro na Avenida Marcelino Pires
INFORMAÇÃO
Especialista recomenda prazo de adaptação à Lei de Proteção de Dados
PANDEMIA
Rio de Janeiro registra 10.667 mortes por coronavírus
CAMPO GRANDE
Moradores da Capital realizam ação solidária e arregacam 1t de alimentos

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário