Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

HU de Dourados celebra a evolução alcançada pelo setor na última década

14 novembro 2017 - 11h32Por Da Redação

Com avaliação positiva por parte de acadêmicos, residentes e colaboradores, o HU (Hospital Universitário) da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados) encerrou na tarde desta segunda-feira, o seu I Congresso de Ensino e Pesquisas e Pós-graduação, iniciativa que teve por objetivo reunir em um grande evento as diversas atividades desenvolvidas pela Gerência de Ensino e Pesquisa da instituição e promover o debate sobre o panorama do ensino e da pesquisa em saúde.

Na programação, palestras, mesas-redondas e apresentações de projetos e trabalhos de conclusão de curso (TCCs) movimentaram todo o hospital durante o evento organizado pela GEP com a participação de acadêmicos, residentes, profissionais de vários setores da instituição e também de outros órgãos.

Entre os temas abordados, desafios e possibilidades para os profissionais formados pelos programas de residência Médica e Multiprofissional em Saúde e sua inserção nos serviços públicos de assistência à saúde. Além disso, abrindo a programação, foi apresentada uma retrospectiva histórica do ensino no HU-UFGD, conduzida pelo primeiro gerente de Ensino e Pesquisa da instituição.

Desenvolvimento

Médico neurologista, o professor da faculdade de Medicina da UFGD, Emerson Heinklain Ferruzzi, esteve à frente do setor desde o início das atividades de ensino no hospital, em 2006, até o ano de 2015. De lá para cá, muita coisa mudou. E para melhor.

“Naquela época, para se ter uma ideia, o HU tinha alguns poucos estagiários de cursos de saúde e cerca de dez trabalhos de pesquisa. Até 2015, o levantamento apontou que mais de 170 trabalhos de pesquisa foram feitos, mais de dois mil acadêmicos passaram por estágios mediante convênio e, até o momento, 400 estudantes de Medicina vivenciaram a rotina do hospital durante períodos de estágio e internato. O desenvolvimento foi muito além do que esperávamos”, comemora.

O objetivo inicial do setor era integrar ensino, pesquisa e capacitação para atender as demandas da assistência à saúde, além da criação do internato do curso de Medicina e do Programa de Residência Médica. Hoje, o setor se tornou uma gerência, o HU recebe centenas de estudantes de graduações e pós-graduações, todos os meses, e foi criada não apenas a Residência Médica, como também a Residência Multiprofissional em Saúde, voltada a enfermeiros, nutricionistas e psicólogos, sendo a única que forma especialistas em Saúde Indígena no Brasil.

Seminário e TCCs

Dentro da programação do I Congresso de Ensino e Pesquisas e Pós-graduação também estiveram o II Seminário da Residência Multiprofissional em Saúde e as apresentações dos TCCs de 28 residentes que concluirão a formação no início de 2018.

Neste ano, o tema abordado pelo Seminário, “Práticas multiprofissionais em saúde: possibilidades de um campo em construção”, encheu o auditório do HU-UFGD durante as duas manhãs de palestras e mesas-redondas, que contaram com a presença de profissionais referência nas áreas de atuação da residência: atenção cardiovascular e saúde indígena.

Além de transmitir um pouco de sua vivência nas áreas, os convidados, internos e externos ao HU-UFGD, puderam dialogar com os participantes, acadêmicos, residentes e colaboradores, sobre as possibilidade de atuação dos novos especialistas na prática e na realidade douradense. Em seguida a cada debate, foram apresentados os pré-projetos de pesquisa dos alunos do primeiro ano da residência. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TECNOLOGIA
Aplicativo MS Digital agora dá acesso a versão online do cartão SUS
RIO BRILHANTE
Ciclista na contramão é atropelado por carro e motorista foge
IMUNIZAÇÂO
Bolsonaro diz que vacina contra Covid não será obrigatória
NOVA ANDRADINA
Grupo que furtou moto de pátio do Detran é identificado pela polícia
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil ultrapassa 154 mil mortes por Covid, com média móvel de 502 por dia
CAPITAL
Morto por advogado em acidente, Luciano estava na PM havia 6 anos
CONDENADO
'Cadeia imediatamente', diz Damares ao ser questionada sobre Robinho
FRONTEIRA
Homem de 45 anos morre em incêndio que destruiu casa de madeira
OPORTUNIDADE
MPE/MS abre inscrições para Concurso Público de Estagiários
RIBAS DO RIO PARDO
Homem morre 8 dias após ser 'pisoteado por égua' em fazenda

Mais Lidas

IDENTIFICADO
Vítima encontrada sem vida em bairro de Dourados tinha 17 anos
ACIDENTE
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e socorristas tentam reanimação
DOURADOS
Homem é encontrado morto em frente residência no Parque das Nações I
CAMPO GRANDE
Mulher fica ferida após panela de pressão explodir em loja