Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
DIOCLÉCIO ARTUZI III

Grupo volta a protestar por "não acreditar em retomada de obras"

05 fevereiro 2016 - 18h20

Os contemplados das 450 casas do residencial Dioclécio Artuzi III voltaram a protestar na tarde desta sexta-feira (05) em frente ao local. O grupo de cerca de 30 moradores levou faixas e cobra respostas definitivas quanto a entrega das residências afirmando indignação pois, segundo eles a obra não tem “andado”.
“Não tem ninguém trabalhando lá dentro [residencial] temos vindo vários dias e não vemos serviço, nada. Não pode ficar assim é um descaso com a gente”, cita Lizandra Montezeli,31, uma das contempladas.

Para Solange Marys, 27, diarista, a espera para conseguir entrar na residência tem causado prejuízos, já que ela precisa pagar aluguel para morar junto aos três filhos. Ela cita que com o dinheiro que tem gastado, poderia investir no local e que não se importaria em receber a casa como está.

“Tenho o custo de R$ 600, sendo que já conquistei minha residência e não precisaria pagar isso poderia estar fazendo o muro aqui, colocando portão. Penso que é um absurdo essa enrolação, não nos dão um prazo concreto”, enfatizou.

O representante da LC Braga, José Francisco Correia de Almeida, empresa responsável pelas obras no condomínio, acompanhou o ato e na oportunidade afirmou que alguns reparos têm sido feito nas residências.

Ele levou os contemplados em algumas casas para mostrar esses serviços, os quais citou que estão limitados por falta de recursos e afirmou que a partir dos próximos dias mais funcionários atuarão no local mesmo diante dessa situação.

“A empreiteira retomou os serviços, mas está com limitações já que não foi definido quem iria se responsabilizar pelos danos causados com a invasão. Mesmo assim foram colocadas portas, janelas, pias e vasos e outros, só que precisamos da solução sobre esse recurso. Como voltamos nessa semana não conseguimos colocar muitos funcionários na obra, mas estamos aí com cerca de 30 pessoas e vamos colocar mais gente em alguns dias e a partir da semana que vem tem uma empreiteira que vai vim para ajudar”, explicou.

Há a possibilidade de uma reunião entre moradores e representantes da Caixa Econômica em Mato Grosso do Sul, na capital, para quinta-feira (11), porém, não foi confirmado. O ato deve ocorrer para buscar resolução para a problemática.

O Dourados News tentou contato com representante da Caixa Econômica Federal para um posicionamento sobre a situação e para confirmar sobre a reunião na próxima semana, porém, sem sucesso.

O posicionamento dado anteriormente pelo representante da instituição Ubiratan Chaves, é que a definição sobre novas ações no residencial, assim como prazo de entrega seriam definidos após um relatório que analisaria o andamento das obras no local [relembre aqui](http://www.douradosnews.com.br/dourados/alegando-obras-paradas-contemplados-do-dioclecio-iii-organizam-novo-protesto).

Esse é o segundo ato dos contemplados nesse ano. O primeiro ocorreu no dia 27 de janeiro [veja como foi aqui]( http://www.douradosnews.com.br/dourados/se-sentindo-enrolados-e-sem-casa-contemplados-do-dioclecio-iii-fazem-mais-um-protesto).

Mobilizações como essa ocorrem devido a demora da entrega das casas. O local que já contava com atraso nessa questão, foi ainda invadido por um de um grupo de sem teto em abril de 2014. Após isso, as casas forma muito danificadas e os moradores ainda sem previsão de “entrar” nas residências afirmam nos atos que se sentem “enrolados”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dupla rouba celular, colide moto ao fugir da polícia e um morre
CAPITAL
Dupla rouba celular, colide moto ao fugir da polícia e um morre
Câmara acompanha início da vacinação contra a Covid-19 em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Câmara acompanha início da vacinação contra a Covid-19 em Dourados
Idosa de 74 anos é a primeira a ser vacinada contra a Covid-19 em Caarapó
REGIÃO
Idosa de 74 anos é a primeira a ser vacinada contra a Covid-19 em Caarapó
Governo federal reconhece situação de emergência em 9 municípios
DESASTRES NATURAIS
Governo federal reconhece situação de emergência em 9 municípios
Rio Brilhante mantém professora no comando do Núcleo de Educação Especial
INCLUSÃO 
Rio Brilhante mantém professora no comando do Núcleo de Educação Especial
RODOVIAS
Após perseguição, policiais recuperam veículo roubado em distrito de MS
MERCADO DE TRABALHO
Federação estima criação de mil empregos em frigoríficos do Estado neste ano
DESCAMINHO
Motociclista é flagrado com 14 pacotes de cigarro de origem estrangeira
SAÚDE
Vacinação contra a Covid-19 já teve início em quase todo o país
ESPORTE
Time douradense anuncia novas contratações para Taça Brasil de Futsal

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes