Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Governo empenha mais R$ 9 milhões para obras do Hospital da Mulher e da Criança

29 dezembro 2017 - 13h40

O Governo Federal empenhou nesta sexta-feira (29), o valor de R$ 9 milhões para o Hospital Universitário da Universidade Federal da Grande Dourados (HU-UFGD) aplicar nas obras de construção da Unidade da Mulher e da Criança (UMC). Esse recurso é referente a uma emenda apresentada ao Orçamento Geral da União de 2017 pelo deputado Geraldo Resende (PSDB) e apoiada pela Bancada Federal de deputados e senadores do Estado.

A Unidade da Mulher e da Criança já está em execução. As obras foram lançadas pelo ministro da Educação Mendonça Filho no dia 21 de agosto quando esteve em Dourados. Para a ação já havia R$ 10 milhões empenhados para a edificação. “Trabalhamos para a construção desse novo e moderno hospital destinado para saúde da mulher e das crianças desde 2009. Foi muito esforço, processos burocráticos e enfim conseguimos tirar este sonho do papel e iniciarmos a construção. Estou aqui em Brasília acompanhando de perto a destinação desses valores. Esta é uma grande vitória para Dourados e região, que contou com o apoio da Mariana Croda, superintendente do Hospital Universitário da UFGD e do Henrique Sartori, secretário de Regulação e Supervisão da Educação Superior do MEC”, afirmou Resende, o único deputado federal do município.

A obra da primeira etapa significará um investimento de R$ 34 milhões. Ao todo, o investimento será de R$ 51 milhões. O cronograma de repasses de recursos já garantidos para a construção da primeira etapa da UMC estabelece R$ 10 milhões já pagos, R$ 12 milhões em 2018 e R$ 12 milhões em 2019. “O valor descentralizado hoje, somado com os R$ 10 milhões já disponibilizados anteriormente vai dar fôlego à UFGD, que seria responsável pelos R$ 12 milhões previstos para 2018, desta forma, a universidade não terá que comprometer o seu orçamento com a obra”, explicou Resende.  

O hospital vai ofertar 55 leitos e serviços de pronto-atendimento pediátrico, pronto-atendimento obstétrico, alojamento conjunto da maternidade, Centro de Parto Normal com cinco quartos de pré-parto, Parto e Pós-parto, Centro Obstétrico com quatro salas cirúrgicas, ambulatório pré-natal de alto risco, além de estruturas de apoio, como sala de plantão, área de apoio a Ensino e Pesquisa, brinquedoteca e área de convivência, com café e recepção geral. Serão construídos 3,3 mil metros quadrados, consistindo em uma estrutura que vai abrigar mais 80 leitos, distribuídos entre as Unidades de Terapia Intensiva Pediátrica e Neonatal, Unidades de Cuidados Intermediários, além de estruturas de apoio, como Banco de Leite Humano, Ambulatório Segmento Recém-Nascido.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Empenhos de despesas com recursos próprios só podem ser emitidos até sexta-feira
ECONOMIA
Décimo terceiro salário deve injetar R$ 208 bi na economia
VILA VARGAS
Hotéis em distrito de Dourados eram utilizados como entreposto do contrabando
CORONEL SAPUCAIA
Quadrilha é presa ao tentar levar veículo roubado para o Paraguai
LEGISLATIVO DE MS
Neno Razuk solicita recursos para atender Associação de Piscicultores de Amambai
DOURADOS
Após fazer gesto obsceno para Guarda, adolescente é apreendido com celular furtado
DIVISAS INTEGRADAS
Operação coloca 20 mil policiais nas ruas e une MS e três Estados contra o crime organizado
APARECIDA DO TABOADO
Polícia fecha 'boca' e apreende mais de R$ 3 mil com traficante
PANDEMIA
MS registra mais onze óbitos e ultrapassa 81,4 mil casos de coronavírus
AGRONEGÓCIO
Plantio da soja avança com preço recorde da saca e mais da metade da safra já vendida

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS