Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Estado abre licitação para ter projeto do Anel Viário Sul

28 novembro 2019 - 09h23Por André Bento

O Governo de Mato Grosso do Sul divulgou nesta quinta-feira (28) aviso de licitação para contratar empresa que elabore projeto executivo de engenharia, com estudo de viabilidade técnico-econômica e ambiental (EVTEA), para implantação e pavimentação asfáltica, inclusive obras de arte especiais, do Anel Viário Sul em Dourados.

Sob responsabilidade da Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos), a tomada de preços nº 123/2019-DLO/AGESUL, Processo nº 57/101.653/2019, tem abertura agendada para as 10h do próximo dia 17 de dezembro, no Bloco 14 do Parque dos Poderes, na Avenida Desembargador José Nunes da Cunha, s/n, em Campo Grande.

O traçado indicado para estudo do Anel Viário Sul passa pelas rodovias BR-376, MS-156, MS-163, e BR-463. Na semana passada, depois que o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) cumpriu agendas em Dourados como parte do programa Governo Presente, a imprensa oficial do Estado divulgou que o projeto executivo em processo de licitação tem valor base de investimento de R$ 1,14 milhão.

Naquela mesma publicação, informou ainda que essa via deve ter mais de 40 quilômetros de extensão. É quase o dobro do tamanho da Perimetral Norte, obra de R$ 36,8 milhões entregue oficialmente no dia 20 de julho de 2012, em solenidade na rotatória da BR-163 que dá acesso à PED (Penitenciária Estadual de Dourados).

Feito pelo Governo do Estado por meio do Programa MS Forte, o anel viário já existente tem 25 quilômetros pavimentados, do entroncamento da BR-463, na saída para os municípios de Laguna Carapã e Ponta Porã, passando pelo entroncamento da MS-162, na saída para o distrito de Itahum, até o entroncamento da MS-156, saída para o município de Itaporã, e a rotatória de acesso à BR-163 na saída para Fátima do Sul.

No dia 3 de maio, o site institucional da Prefeitura de Dourados noticiou a apresentação de um anteprojeto do Anel Viário Sul ao superintendente da Sudeco (Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste, Marcos Henrique Derzi Wasilewsk, ocasião em que ele teria sido dado “sinal positivo e a promessa de apoio para a realização da empreitada” “com um custo estimado em R$ 70 milhões”.

Avaliado pela administração municipal como “a saída para o aumento do tráfego proveniente do crescimento industrial da cidade de Dourados”, o Anel Viário Sul tem o objetivo primordial de “estruturar o escoamento de safra e produção desviando o tráfego de caminhões e veículos pesados do perímetro urbano com a ligação entre o Distrito Industrial e a BR-163”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORUMBÁ
Empresa de alimentos é condenada por erro em emissão de nota fiscal
ECONOMIA
Em recuperação, faturamento da indústria cresce 11,4% em maio
MATERNIDADE
HU orienta sobre exame no recém-nascido durante o período de pandemia
ECONOMIA
Saldo da balança comercial de MS no 1º semestre cresce 28,27% e chega a US$ 1,99 bilhão
DOURADOS
MPF e MPT recomendam que hospital acelere abertura de novos leitos de UTI
RIO DE JANEIRO
Helicóptero de pequeno porte cai na Baía de Guanabara
PARANAÍBA
Carro furtado é recuperado abandonado em avenida
POLÍCIA
Homem é executado com cinco tiros em comércio de Coxim
NIOAQUE
Motorista bêbado é preso após tentar fugir de abordagem policial
ECONOMIA
Dólar fecha em alta nesta segunda-feira e vai a R$ 5,35

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano