Menu
Busca quarta, 15 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Gerente do INSS acredita que crimes previdenciários não afetam Dourados

14 março 2013 - 16h52

Eduarda Rosa



O gerente executivo do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) de Dourados, Francisco Carlos da Silva, concedeu entrevista à imprensa nesta tarde para esclarecer os fatos da “Operação Lavoro”, realizada pela Polícia Federal na manhã de hoje (14), com a finalidade de combater crimes previdenciários praticados principalmente em Naviraí.

A agência já vinha sendo alvo de investigações que partiram da Polícia Federal desde 2011 e na operação ocorrida, dois servidores daquele município foram presos. Porém, o gerente acredita que o problema não abranja a agência de Dourados. “O INSS faz defesa absoluta de todos os seus servidores, a exceção são esses servidores, que foram afastados imediatamente dos cargos, e não acredito que haja ramificações por aqui. Lembrando que a gerência de Dourados é composta por 15 agências que ficam em municípios como Bataguassu, Mundo Novo e Ponta Porã”.

Segundo Francisco, um dos servidores já havia respondido, em outra ocasião, um processo administrativo por fraude, “mas ele foi inocentado, há quatro anos, e voltou a atuar, tínhamos desconfiança, fazíamos averiguações nos processos que ele concedia, mas o que fazia fora da agência não tem como descobrir. E a outra servidora presa foi uma surpresa por que tínhamos como uma pessoa honesta”, disse.

Os processos escolhidos para a fraude eram os de aposentadoria rural, pela região de Naviraí e Itaquiraí serem ligadas mais a produção rural, então os servidores convenciam as pessoas que elas poderiam ser aposentadas, mesmo não tendo direito.

“Eles aliciavam as pessoas, algumas sabiam que era errado, mas eles explicam, convenciam e falavam que a pessoa ia ficar recebendo para o resto da vida, então muitos aceitavam. E para isso os servidores cobravam dinheiro, que no caso os beneficiados faziam empréstimos e pagavam a eles”, falou .

Explicou também que para a concessão de aposentadoria rural é preciso documentos de sindicatos e entrevista, “eles acreditavam que esse tipo de processo era mais fácil, então os servidores treinavam a pessoa antes e elas falavam o combinado, por isso a aposentadoria era concedida como se fosse verdadeira”, disse Silva.

Os envolvidos passarão por Processo Administrativo Disciplinar e sendo culpados podem ser advertidos, suspensos e até demitidos. Em caso de comprovação podem até ter que devolver os valores desviados. “O INSS tem amplo interessem em apurar tudo e depois do resultado aplicar a punição cabível em cada situação e como a quadrilha atuava desde 2011 ainda não foram apurados os valorem que foram desviados, por benefícios concedidos indevidamente”, ressaltou Francisco Carlos da Silva.

A Polícia Federal fez as investigações junto a um serviço de inteligência da Previdência, a APE (Assessoria de Pesquisas Estratégicas).

Operação Lavoro

Mais de 140 Policiais Federais cumpriram 12 mandados de prisão temporária e 29 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal, nas cidades de Naviraí, Campo Grande, Jutí, Itaquiraí, no Mato Grosso do Sul e também em Umuarama, no Paraná.

Foram apreendidos 15 veículos, quatro motos, uma espingarda calibre 36, dois barcos e R$ 17 mil em dinheiro.

A fraude consistia em obter aposentadorias rurais para pessoas que nunca trabalharam no campo ou não possuíam o tempo necessário para fazer jus ao benefício. Conseguida a aposentadoria, os integrantes do esquema faziam empréstimos consignados em uma financeira da cidade para o pronto pagamento dos envolvidos. Os investigados cobravam em média 5 mil reais pela concessão de cada benefício fraudulento.

A Polícia Federal espera que com as medidas judiciais haja um freio em tal prática. Os envolvidos foram proibidos pela justiça de patrocinar casos perante o INSS e tiveram o sequestro e bloqueio de todos os seus bens.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Projeto de Marçal amplia regras para centros de acolhimento a idosos
ECONOMIA
Ministério mantém projeção de queda do PIB em 4,7% neste ano
OPERAÇÃO CONTÁGIO
Délia afasta procurador, servidores e secretários investigados pelo MPE
DOURADOS
Mesmo com pouca chuva, CCZ intensifica trabalho contra a dengue
REGIÃO
Caminhonete com placas de Minas Gerais é recuperada por policiais em MS
CONTRABANDO
Carga com 150 mil maços de cigarros é apreendida no Sul de MS
ASSEMBLEIA LEGISLATIVA
Aprovado estado de calamidade pública em mais três municípios
TV DOURADOS NEWS
3º BPM de Dourados faz balanço das ações de 45 dias de atuação
PANDEMIA
Em MS, mais de 300 pacientes estão internados devido ao coronavírus
DOURADOS
Gaeco encontra munições na casa de procurador alvo de operação

Mais Lidas

DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem
BARBÁRIE
Vizinhos relatam frieza de atirador que ainda voltou para conferir se ex estava morta
CRIME BÁRBARO
Atirador que matou ex-mulher e feriu crianças fez outras vítimas antes de se suicidar
DOURADOS
Polícia vai à casa onde atirador começou noite sangrenta e identifica testemunhas