Menu
Busca terça, 26 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
PREVENÇÃO

Geraldo Resende quer vacina para prevenir leishmaniose em animais

11 janeiro 2016 - 15h50

O deputado federal Geraldo Resende defende a instituição de uma política nacional de prevenção e controle à leishmaniose. Para tanto, apresentou o Projeto de Lei 1738/11, que tramita na Câmara dos Deputados e aguarda parecer que Aguardando Parecer do Relator na Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF).


Se aprovada e virar lei, essa política será desenvolvida conjuntamente pela União, pelos Estados e pelos municípios. Entre outras ações, ela compreenderá campanhas de esclarecimento sobre a doença e de vacinação gratuita.


A Política Nacional de Vacinação, de acordo com o PL, deverá compreender diversas ações, como a campanha de divulgação, tendo como principais metas: elucidação sobre as características da doença e seus sintomas; precauções a serem tomadas pelos proprietários dos animais; orientação sobre a vacinação; e orientações acerca do manejo ambiental.


Entre outras disposições, a proposta prevê também elaboração de plano de manejo de inseticida residual domiciliar; monitoramento dos vetores, por meio de campanha de distribuição de coleiras impregnadas com deltametrina; capacitação dos profissionais da área para realização do diagnóstico precoce da doença; investimento em laboratórios para imunologia e anatomia patológica; monitoramento contínuo dos hospedeiros; realização de inquéritos sorológicos anuais; e monitoramento de eventuais cepas resistentes


O Projeto de Lei define que os animais infectados pela leishmaniose sejam notificados e permaneçam, obrigatoriamente, em clínica veterinária durante todo o período de tratamento. Também deverão estar submetidos a Termo de Responsabilidade assinado pelo seu respectivo proprietário, conjuntamente com o seu médico veterinário responsável.


Outra disposição do PL 1738/2011 é a autorização para o uso do glucantime como droga de escolha para o tratamento animal, vedando, no entanto, o uso da droga anfotericina lipossomal para tratamento animal, reservada para uso humano exclusivo.


Caberá aos órgãos competentes da União, Estados, Distrito Federal e Municípios, de acordo com o projeto de lei, fiscalizar as condições de conservação e distribuição das vacinas oferecidas ao comércio, podendo apreender, condenar e inutilizar as que forem consideradas duvidosas ou impróprias para o consumo; e suspender temporariamente ou cessar o credenciamento dos revendedores de vacinas contra a leishmaniose que não cumprirem a legislação.


A doença


A leishmaniose é uma doença parasitária transmitida pela picada do mosquito infectado, conhecido como mosquito-palha, tatuquira, birigui, cangalinha, asa branca, asa dura e palhinha, conforme a localidade. Há dois tipos da doença: a cutânea, caracterizada por feridas na pele, e a visceral, que ataca vários órgãos internos.


A doença afeta principalmente cães, mas também animais silvestres e urbanos como gatos, ratos e seres humanos. Estima-se que, para cada caso em humanos, há uma média de 200 cachorros infectados.


A leishmaniose visceral canina é considerada mais importante que a doença humana, uma vez que, além de ser mais prevalente, há um enorme contingente de cães infectados com o parasita cutâneo, que terminam servindo como fonte de contaminação para os mosquitos vetores. Por isso, o cachorro doméstico é o principal reservatório do parasita.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Covid-19: 669 mil doses de vacina são distribuídas hoje, diz Saúde
IMUNIZAÇÃO
Covid-19: 669 mil doses de vacina são distribuídas hoje, diz Saúde
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto institui política de incentivo ao turismo rural
ESPORTE
Decisão do título da Série B fica em aberto, após tropeço da Chape
IMUNIZAÇÃO
Anvisa envia ao STF informações sobre uso emergencial da Sputnik V
VERBA
No primeiro ano do Nota MS Premiada, repasses a municípios cresceram 10%
ECONOMIA
Falta de insumos atinge metade das indústrias da construção, diz CNI
ECONOMIA
Estados arrecadaram 2,14% a mais em 2020, diz ministério
ZONA RURAL
Durante temporal, 17 cabeças de gado morrem eletrocutadas em cidade de MS
REGIÃO
Secretaria estuda reativação da escola agrícola em assentamento de Rio Brilhante
CULTURA
Cantora de Dourados lança novo clipe em plataformas digitais 

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Vídeo mostra momento exato de acidente com vítima fatal em Dourados
DOURADOS
Motorista envolvido em acidente fatal relata bebida ao depor e é liberado 
TRAGÉDIA
Segundo acidente de trânsito com vítima fatal é registrado em Dourados
DOURADOS
Motociclista que morreu após colisão em cruzamento invadiu via preferencial