Menu
Busca segunda, 19 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
INFRAESTRUTURA

Geraldo quer correções e estrutura coberta na Feira Livre de Dourados

30 novembro 2017 - 16h35

O deputado federal Geraldo Resende está cobrando agilidade da Prefeitura na conclusão da segunda etapa de construção da Feira Livre e cobra um novo projeto que acabe com as irregularidades cometidas na execução das obras da primeira etapa. Para isso tem colocado o seu mandato a disposição para ajudar a viabilizar os investimentos necessários, principalmente para garantir a estrutura coberta do hortifrúti à exemplo do que acontece em feiras de Campo Grande e outras cidades do país.

Segundo Geraldo, o projeto elaborado pela administração passada apresenta algumas falhas, o que compromete a estrutura do local que foi inaugurado há um ano na gestão anterior, mesmo que inacabada.

Por isso, avalia, é importante a conclusão das obras e a elaboração de um projeto que corrija todas as irregularidades e improvisos, com o objetivo de garantir espaço adequado e seguro tanto para os feirantes quanto para a população. “Isso passa pela remodelagem de toda a estrutura da feira, como boxes padronizados e cobertura, por exemplo”.

Geraldo fala sobre essas questões com a autoridade de quem viabilizou para o local, juntamente com o senador Waldemir Moka, o valor de R$ 2,4 milhões. Na primeira etapa a Prefeitura realizou a construção de piso para o setor de hortifrutigranjeiros, praça de alimentação e armarinhos (camelôs), o cercamento do bosque, cercamento externo e instalações elétricas e hidráulicas, além de barracas para o setor de hortifrúti.

Na segunda etapa estão previstos a construção de banheiros e a cobertura do apoio administrativo e operacional, que contém salas aos feirantes/agricultores.

Segundo Geraldo o espaço tem causado transtornos graves e alguns trabalhadores já estimam queda de 50% nas vendas. A estrutura apresenta problemas crônicos como os alagamentos em dias de chuva e a cobertura com materiais de baixa qualidade, que não resistiu à primeira ventania.

As recentes chuvas mostraram o quão frágil é a estrutura oferecida. As lonas que os feirantes são obrigados a colocar no local para proteger os hortifrúti e os consumidores, caíram com o peso da água e os clientes tiveram que ir embora como maneira de se proteger dos riscos de acidentes.

No local o cenário é desolador. A obra, que vai custar aos cofres públicos o valor de R$ 5,5 milhões parece mais um improviso e virou pesadelo para alguns feirantes. “Puxadinhos” de lonas amarradas umas às outras, não protegem do sol, do calor intenso e da chuva. Segundo Geraldo, os feirantes reclamam que, diferentemente da Rua Cuiabá, onde havia grandes árvores, na nova estrutura o calor intenso mata as hortaliças, causando prejuízo. Em dias de chuva, nem as “gambiarras” protegem os clientes.

Os comerciantes reclamaram recentemente ao parlamentar sobre várias outras irregularidades. A primeira é o número de boxes insuficientes e o tamanho reduzido dessas estruturas. Também falta local para carga e descarga de produtos. Outro problema apontado é que, com tamanho mínimo das tendas disponibilizadas, não há espaço para guardar estoque de produtos.

“Dourados vive um momento de crise, e tenho tentado contribuir com aquilo que posso para ajudar, mas é preciso que a Prefeitura também faça a sua parte, elabore os projetos e dê agilidade na construção das demais etapas dessa obra, que hoje está inacabada”, ressalta Geraldo Resende.
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Apesar de curva de descenso, MS soma mais de 300 internados por coronavírus
DOURADOS
Aced traz Aly Baddauhy Jr para Roda Empresarial de Outubro
MATO GROSSO DO SUL
Apesar da chuva, falta de água continua e governo decreta situação de emergência
DOURADOS
Audiência na quarta-feira define rumo de julgamento sobre assassinato no shopping
DOURADOS
Orçamento para Saúde e Educação em 2021 supera meio bilhão de reais
BRASIL
Bolsonaro participa da abertura de fórum econômico com países árabes
PEDESTRIANISMO
Douradense conquista Estadual de atletismo em duas categorias
RIBAS DO RIO PARDO
Após denúncia, ‘boca de fumo’ é fechada e mulher presa
PANDEMIA
Dourados se aproxima de 7,5 mil recuperados do coronavírus
CONTRABANDO
Polícia apreende seis veículos com produtos ilegais avaliados em R$ 235 mil

Mais Lidas

IDENTIFICADO
Vítima encontrada sem vida em bairro de Dourados tinha 17 anos
ACIDENTE
Criança de 3 anos se afoga em piscina de clube e socorristas tentam reanimação
DOURADOS
Homem é encontrado morto em frente residência no Parque das Nações I
CAMPO GRANDE
Mulher fica ferida após panela de pressão explodir em loja