Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Funsaud tem despesas mensais quase R$ 3 milhões superiores às receitas

02 março 2021 - 11h43Por André Bento

O diretor-presidente da Funsaud (Fundação dos Serviços de Saúde de Dourados), Milton Batista Pedreira Junior, informou aos membros do Conselho Curador que além dos mais de R$ 70 milhões em débitos, a situação financeira pode ficar ainda pior porque as despesas mensais são quase R$ 3 milhões superiores às receitas. 

Durante reunião ordinária realizada no dia 23 de fevereiro, o dirigente relatou que a despesa mensal é de aproximadamente R$ 7.500.000,00, incluindo parcelamentos de dívidas. No entanto, outros débitos de impostos com o governo federal e de negociações com fornecedores devem elevar o montante. 

Já as receitas mensais da fundação criada em 2014 para administrar a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) 24 Horas, o Hospital da Vida e a Central de Abastecimento Farmacêutico somam R$ 4.555.488,53 e são insuficientes para honrar os compromissos, conforme a ata publicada no Diário Oficial do Município de segunda-feira (1). 

Contrato de gestão

Os recursos da Funsaud provêm do Contrato de Gestão nº 001/2014, firmado com a Prefeitura de Dourados e já aditivado 16 vezes. Segundo o portal da transparência do município, somente em janeiro foram empenhados R$ 16.369.819,29. Desse montante, R$ 7.083.232,80 constam como liquidados e R$ 6.958.232,80 pagos. 

Como uma das alternativas para solucionar o problema financeiro, na reunião ordinária de 23 de fevereiro também foi apresentada ao Conselho Curador proposta de restruturação e regularização do quadro de pessoal, “principalmente comissionados contendo números de profissionais contratados até o presente momento, assim como o número de profissionais excedentes no quadro”. 

No entanto, a ata não apresenta esse detalhamento e indica apenas que diretoria executiva da Funsaud ficou responsável por encaminhar as planilhas de dados aos conselheiros para estudo aprofundado. Após análise dos dados até agora disponíveis será convocada uma reunião extraordinária para deliberações. 

Cargos

O Dourados News apurou que em 2015 o Conselho Curador da Funsaud aprovou 658 cargos. Desses, 52 comissionados, um de secretária executiva com salário de R$ 1,8 mil, 11 de responsável (R$ 2,8 mil cada), 18 de supervisor (R$ 3,2 mil), 10 de coordenador (R$ 5,2 mil), dois de encarregado (R$ 6,2 mil), seis de gerente (R$ 8,6 mil), três de diretor (R$ 8,6 mil), e um de assessor (R$ 8,6 mil). 

Para ingresso mediante concurso público, foram 99 de nível superior, com o maior salário de R$ 8,6 mil para a única vaga de médico do trabalho, 407 médio, cujos maiores vencimentos, de R$ 1.808,00, pagos para técnico em radiologia (18) e técnico em imobilização ortopédica (4), e 100 fundamental, grupo para o qual os proventos são padronizados em R$ 1.045,00 para todos.  

Auditoria externa

Em reunião anterior, realizada em 10 de fevereiro, o Conselho Curador da Funsaud havia deliberado de forma unânime que a diretoria executiva providenciasse, no prazo de 15 dias, plano de trabalho com a proposta de restruturação e regularização do quadro de pessoal, principalmente comissionados, bem como detalhe o real passivo financeiro e apresente plano de contingenciamento e redução de custos, além da proposta orçamentária para o ano de 2021.

Antes, no dia 19 de janeiro, os conselheiros discutiram a possibilidade de uma auditoria externa para saber quanto, de fato, a Funsaud deve. Mas essa eventual contratação só deve ser deliberada após análise dos documentos que têm sido requisitados à diretoria executiva da fundação. 

Reestruturação administrativa

Em 19 de fevereiro, quando o Governo de Mato Grosso do Sul formalizou o aporte de R$ 9,2 milhões ao município de Dourados para que a Funsaud pudesse pagar salários atrasados e débitos com fornecedores, o prefeito Alan Guedes (PP) afirmou que na semana seguinte seria apresentado projeto de reestruturação administrativa da fundação.

“Isso vem sendo tratado de uma maneira muito séria. Nós nos deparamos com uma situação financeira muito difícil na fundação, somente um aporte financeiro como este nos dá um fôlego para que nós possamos fazer a contenção de despesas e corte de gastos”, afirmou naquela oportunidade.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

MATO GROSSO DO SUL
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
COTAÇÃO
Dólar fecha em queda de olho na cena externa
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares
CRIME AMBIENTAL
Homem é autuado em R$ 12 mil por derrubar árvores em área protegida de matas ciliares
DOURADOS
Escolas indígenas serão ampliadas com recursos do FNDE
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
CAMPO GRANDE
Gaeco cumpre mandados de busca e apreensão e investiga compra de materiais de limpeza
PARANAÍBA
Jovem são presos tentando arremessar drogas para dentro de presídio
DOURADOS
Populares encontram corpo próximo a lanchonete no Parque das Nações
FUTEBOL
Paulistão segue nesta segunda-feira com mais duas partidas
CONSUMIDOR
Polícia instaura Inquérito após encontrar produtos vencidos em prateleiras

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto