Menu
Busca quarta, 03 de junho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato

27 março 2020 - 11h54Por André Bento e Adriano Moretto

Comunicado do Sindicato dos Empregados no Comércio de Dourados emitiu nota afirmando que “vários empregados” informaram que foram “coagidos a participar da passeata de iniciativa de alguns empresários” da cidade na manhã desta sexta-feira (27), sob pena de serem demitidos.

A carreata que percorreu a Avenida Marcelino Pires e encerrou no CAM (Centro Administrativo Municipal), na Rua Coronal Ponciano, visou pressionar a prefeita Délia Razuk (PTB) para autorizar a reabertura do comércio, fechado por força de decreto motivado pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

“Oportunamente informamos aos trabalhadores que foram e estão sendo ou venham a ser coagidos por seus empregadores a voltar ao trabalho a qualquer custo, sob pena de perder seus empregos, também informamos que tal situação já foi informada aos órgãos competentes para que as medidas e providências cabíveis sejam tomadas”, pontua o comunicado assinado pelo diretor presidente do sindicato, Pedro Lima, e por Gilvane Bezerra da Silva Dias, do departamento jurídico.

A entidade sindical pediu calma aos comerciários e cautela diante de “orientações equivocadas” e manifestou “total repúdio ao ato irresponsável de iniciativa de alguns empresários, que estão na contramão de todas as orientações de especialistas da saúde do mundo inteiro”.

“Informamos aos comerciários(as) que o Sindicato dos Comerciários, tem sim preocupação com a situação econômica do nosso país, mais especificamente no nosso município e dos nossos representados, entretanto, prezamos pela vida em primeiro lugar. Ademais, esclarecemos ainda que a Prefeitura Municipal de Dourados/MS está seguindo todas as recomendações do Ministério Público Estadual, Ministério Público do Trabalho e Organização Mundial de Saúde, cabendo somente ao poder público Municipal tomar as decisões necessárias”, pontua.

Procurado pelo Dourados News, o presidente do Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados, Valter Castro, informou que dessa carreata “não participou ninguém do comércio varejista”.

“Comércio varejista está fechado, respeitando as normas da prefeitura e não participou dessa carretada”, assegurou.

Ele pontuou, contudo, que o sindicato defende a reabertura do comércio, porém, mantendo o isolamento social de idosos, grupo de risco para o Covid-19.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Junho já acumula mais de 20% da chuva esperada para o mês inteiro
AVIAÇÃO CIVIL
Companhia aérea anuncia volta após mais de três meses, mas Dourados segue fora da rota
LOTERIA
Mega-Sena pode pagar prêmio de R$ 45 milhões nesta quarta-feira
EDUCAÇÃO
A Ensina Mais Turma da Mônica já chegou em Dourados!!
EDUCAÇÃO
Unigran Educacional abre inscrições ao Vestibular de Inverno on-line
SELVÍRIA
Mulher dá entrada em hospital com facada no pescoço e jovem é preso
MS
Aprovado projeto que cria semana de combate ao trabalho escravo
PARCERIA
Unimed Dourados firma parceria com a FUPS para atender 17 unidades da COAMO
AJUDA DE 600 REAIS
Mais 2,6 milhões de pessoas recebem Auxílio Emergencial nesta quarta
TRÁFICO
Polícia apreende quase duas toneladas de maconha em caminhão de mudança

Mais Lidas

6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Novo epicentro, Dourados é a cidade com mais casos de coronavírus em MS
PED
Policiais penais frustram tentativa de fuga na Penitenciária de Dourados