Menu
Busca segunda, 06 de julho de 2020
(67) 99659-5905
POLÍCIA

Força Nacional virá para Dourados após agravamento de conflitos fundiários

15 janeiro 2020 - 10h16Por Vinicios Araújo e Osvaldo Duarte

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp), determinou o envio de equipes da Força Nacional para instalação de base operacional em Dourados. A proposta é reforçar a segurança nas aldeias da cidade. O município abriga a maior população indígena urbanizada do País, cerca de 13 mil habitantes. 

O tenente-coronel Carlos Silva, comandante da Polícia Militar em Dourados, confirmou o apoio da corporação federal. Ele detalhou ao Dourados News que não há proposta de unidade permanente, no entanto serão oferecidas as instalações da PM e Sejusp para que esses agentes desempenhem os trabalhos. 

A presença da Força Nacional na cidade tem como objetivo promover o suporte nas ações ostensivas nas aldeias e atuar também nas áreas de conflito entre indígenas e produtores rurais. Desde o ano passado, propriedades na região da Perimetral Norte estão sendo ocupadas por invasores desaldeados e provocado confrontos com seguranças patrimoniais que atuam nessas áreas. 

No início deste ano novo conflito mobilizou as forças de segurança da cidade para inibir uma verdadeira guerra entre os indígenas e os agentes patrimoniais. Quatro pessoas -- três indígenas e um segurança -- ficaram feridas em troca de tiros. O clima de tensão foi apaziguado, mas a disputa pela posse da terra continua.

O comandante da PM avalia de forma positiva a intervenção do Ministério da Justiça.

“Toda força que vem para somar esforços, no sentido de atacar a criminalidade, diminuir os número que nós temos e apoiar as ações preventivas para evitar o aumento da escalada da violência, isso tudo é válido. Vamos aguardar essas equipes, que já vem com direcionamento direto de Brasília, e vamos apoiar no que for preciso. As conversações que foram efetuadas entre a Secretaria de Segurança e o Ministério da Justiça foi para que essas equipes viessem tanto para apoiar as ações preventivas quanto as violência que estão ocorrendo nessas áreas de conflito”, afirmou.

O Dourados News entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça para apurar mais detalhes dessa determinação, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Preço do litro da gasolina varia 32 centavos em postos de Dourados
DOURADOS
Acusado de matar secretário é transferido à PED
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Propostas alteram regras para eleições municipais deste ano
JUSTIÇA
Médicos de Dourados são absolvidos em processo de acusação por negligência
DOURADOS
Prefeita pode trocar secretária de Saúde em meio a pandemia
CAMPO GRANDE
Aumento de casos faz Saúde dobrar testes rápidos na Capital
BRASIL
Multas à Vale pelo rompimento de Brumadinho serão aplicadas em obras
DOURADOS
Egressa de Arquitetura e Urbanismo da Unigran publica artigo em renomada revista da área
MEIO AMBIENTE
Usina é multada em quase R$ 300 mil por incêndio em lavoura
BRASIL
Produção de veículos tem queda de 50,5% no 1º semestre, afirma Associação

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
“Um amigo, um conselheiro”, diz Délia após assassinato de secretário