Menu
Busca sábado, 28 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
POLÍCIA

Força Nacional virá para Dourados após agravamento de conflitos fundiários

15 janeiro 2020 - 10h16Por Vinicios Araújo e Osvaldo Duarte

O Ministério da Justiça e Segurança Pública, em parceria com a Secretaria de Justiça e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul (Sejusp), determinou o envio de equipes da Força Nacional para instalação de base operacional em Dourados. A proposta é reforçar a segurança nas aldeias da cidade. O município abriga a maior população indígena urbanizada do País, cerca de 13 mil habitantes. 

O tenente-coronel Carlos Silva, comandante da Polícia Militar em Dourados, confirmou o apoio da corporação federal. Ele detalhou ao Dourados News que não há proposta de unidade permanente, no entanto serão oferecidas as instalações da PM e Sejusp para que esses agentes desempenhem os trabalhos. 

A presença da Força Nacional na cidade tem como objetivo promover o suporte nas ações ostensivas nas aldeias e atuar também nas áreas de conflito entre indígenas e produtores rurais. Desde o ano passado, propriedades na região da Perimetral Norte estão sendo ocupadas por invasores desaldeados e provocado confrontos com seguranças patrimoniais que atuam nessas áreas. 

No início deste ano novo conflito mobilizou as forças de segurança da cidade para inibir uma verdadeira guerra entre os indígenas e os agentes patrimoniais. Quatro pessoas -- três indígenas e um segurança -- ficaram feridas em troca de tiros. O clima de tensão foi apaziguado, mas a disputa pela posse da terra continua.

O comandante da PM avalia de forma positiva a intervenção do Ministério da Justiça.

“Toda força que vem para somar esforços, no sentido de atacar a criminalidade, diminuir os número que nós temos e apoiar as ações preventivas para evitar o aumento da escalada da violência, isso tudo é válido. Vamos aguardar essas equipes, que já vem com direcionamento direto de Brasília, e vamos apoiar no que for preciso. As conversações que foram efetuadas entre a Secretaria de Segurança e o Ministério da Justiça foi para que essas equipes viessem tanto para apoiar as ações preventivas quanto as violência que estão ocorrendo nessas áreas de conflito”, afirmou.

O Dourados News entrou em contato com a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça para apurar mais detalhes dessa determinação, mas até o fechamento desta matéria não obteve retorno. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
ELEIÇÕES 2020
Para justificar ausência no domingo, eleitor deve baixar e-Título hoje
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
STF
Ministro intima PGR para que se manifeste sobre desistência de Bolsonaro de prestar depoimento
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
ESTADO
Agepen institui comissão para regulamentar critérios na seleção de reeducandos para o trabalho
STJ
Joesley Batista terá de pagar R$ 300 mil a Michel Temer por danos morais
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira
INVESTIGAÇÃO
Perícia no tapa-buracos de Dourados deve ter resultado preliminar na segunda-feira
SALÁRIOS
Mais de R$ 500 milhões estão disponíveis para saques dos servidores estaduais
BRASIL
Beneficiário do Bolsa Família receberá por poupança digital
PANDEMIA
Campo Grande e Dourados lideram novos diagnósticos de Covid-19
INTERIOR
Pescador leva multa de R$ 1,5 mil na piracema
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão
PEDRO JUAN
Quatro corpos são encontrados enterrados na fronteira
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382