Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Festival Cine Cultura Viva acontece hoje em Dourados

18 dezembro 2009 - 07h27

Dourados sedia nesta sexta-feira, dia 18 de dezembro, o I Festival Cine Cultura Viva, das 17h30 às 20h30, com apresentação de 20 filmes curta-metragem com entrada gratuita, no cine-auditório da Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), Rua João Rosa Góes, 1761, Vila Progresso. O evento é recomendado para maiores de 18 anos.

O Cine Cultura Viva é uma iniciativa do Grupo de Trabalho Audiovisual dos Pontos de Cultura e da Casa Verde - cultura e meio ambiente, com o apoio da Secretaria do Audiovisual (Sav/MinC) e da Secretaria da Cidadania Cultural (SCC/MinC) do Ministério da Cultura. O Festival acontece em Brasília e é repercutido por cineclubes de todo Brasil, de 18 a 20 de dezembro, sendo que o Cineclube UFGD foi selecionado para representar o Estado e promover o evento em Dourados.

Serão exibidos os curtas: “3.33”, de Sabrina Greve (SP); “A dimensão do reflexo”, de Rafael Fanton Onzi (RS); “A minha alma é irmã de Deus”, de Luci Alcântara (PE); “Ana Beatriz”, de Clarissa Cardoso (RJ); “Brasília”, de J. Procópio (DF); “Depois do jantar” ,de Alba Azevedo e Nara Viana (PE); “Doido Lelé”, de Ceci Alves (BA); “Eletrotorpe”, de AYuri Amaral e Nalu Beco (SP); “Em terra de cego”, de João
Boltshauser (RJ); “Enfim dois”, de Thiago Vieira (SP); “Enraizados”, de Niu Batista (PB); “Medo do escuro”, de Cauê Brandão (DF); “Nada será como antes”, de Breno Milagres (MG); “Onze:onze” , de Caue Angeli (SP); “O troco”, de André Rolim (SP); “Parada final”, de Alexandre Pires Cavalcanti e Luciano Luppi (MG); “Para pedir perdão”, de Iberê Carvalho (DF); “Pornographico”, de Paula Gomes e Haroldo Borges (BA); “Quarto 38”, de Thomas Edward Hale (RJ); e “Um par o outro”, de Cecília Engels SP).

Os filmes foram produzidos por Pontos de Cultura de todo país e entre eles está “Quarto 38”, de Thomas Edward Hale, que tem o elenco formado por Débora Falabella, Alexandre Ciolleti, Cynthia Falabella e Bárbara Paz e traz um lembrete: você não pode sair de um lugar onde nunca entrou. O Festival também traz “Em terra de cego”, de João Boltshauser, que mostra Fabão, um traficante de drogas preso que conhece a história de Sherazade, personagem das “Mil e Uma Noites”, e se utiliza do mesmo artifício que ela para escapar da triste realidade.

A realização do evento nos Estados é fruto de uma parceria entre a coordenação do Cine Mais Cultura e do Festival Cine Cultura Viva, de forma que o Cine Mais Cultura indicou 27 Cines (um de cada estado) para exibirem o conteúdo do Festival.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Homem é ferido com duas facadas durante briga
TRÁFICO DE DROGAS
Jovem é flagrado transportando drogas em táxi
CLIMA
Semana começa 'gelada' e Dourados tem novo recorde de frio no ano
UNIDADE MÓVEL
Itaporã terá caminhão de apoio ao auxílio emergencial a partir de hoje
BR-163
Traficante é preso com quase 400 quilos de maconha que levaria até SP
ECONOMIA
INSS começa a pagar a 2ª parcela do 13º de aposentados e pensionistas
NOVA ALVORADA
PM apreende roupas e 80 caixas de essência de narguilé contrabandeados
INTERNACIONAL
Estados Unidos proíbem entrada de viajantes que passaram pelo Brasil
UFGD
Seminário Virtual de Engenharia de Alimentos começa nesta 2ª-feira
PONTA PORÃ
Vendaval deixa rastro de destruição em comunidade indígena da fronteira

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista