Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
HISTÓRIA

'Famosos' em Dourados, Faísca e Fumaça dispensaram convite para programa em rede nacional

25 setembro 2021 - 07h00Por Wender Carbonari

Há 58 anos os irmãos gêmeos ‘Faísca’ e ‘Fumaça’ fazem parte da paisagem urbana de Dourados. Quem é daqui já sabe: a dupla de cabeludos que anda em bicicletas pelos quatro cantos da cidade usando roupas idênticas. 

Antes mesmo de se ‘tornarem’ Faísca e Fumaça, os douradenses Damião da Silva Rodrigues e Cosme da Silva Rodrigues, respectivamente, já andavam iguais quase que da cabeça aos pés, costume iniciado pela mãe ainda na infância. 

Com o passar dos anos, o jeitão simples e bem humorado acabou conquistando populares por onde passaram. Tanto que ficaram famosos, deram entrevistas para diversas emissoras de rádios, jornal e televisão.  

Nesta sexta-feira (24) a equipe do Dourados News fez uma visita na casa onde residem Faísca e Fumaça, mesmo terreno onde cresceram e passaram toda a juventude. Entre as histórias engraçadas, piadas e música ao vivo, Damião lembrou de algumas situações vividas por causa da 'fama'. 

“Uma vez até os caras do Faustão [programa dominical que passava na TV Globo] vieram aqui e queriam que a gente fosse com eles lá na TV, lá no programa. Disseram que nós íamos de avião, com hotel e o escambau [sic]. Eu falei ‘a gente não vai não. Aquele Faustão é muito chato'”, contou Faísca, segundo o próprio relato. 

Em seguida foi interrompido pelo irmão: 

“Se tem uma coisa que a gente não gosta é de gente metida. Vai ser metido por que se a gente é tudo igual? Quando morrer não vai fazer diferença nenhuma”, refletiu Fumaça. 

De fato, eles levam uma vida simples, em uma casa pequena com poucos móveis, mas mostraram ter um coração ‘enorme’. Se não deram moral para o pessoal do Faustão, conforme eles mesmo relataram, pelo menos com o Dourados News foram gentis, apesar de fazerem questão de não perderem a piada. 

Família, saúde e paquera

Entre uma ‘zueira’ e outra, Faísca e Fumaça, contaram um pouco sobre a história deles em Dourados. Os apelidos vieram por causa de uma ‘garelli’, a famosa mobilete, que eles usavam nos anos 1980. 

“A gente largou a garelli pois começaram a cobrar a carteira, foi quando resolvemos andar só de bicicleta, mas o apelido acabou ficando”, explicaram.

Uma das irmãs deles, que fazem parte de uma família com 12 filhos e filhas, escutou o som do violão e apareceu para ver o que estava acontecendo. Vanilde da Silva, 61, disse que a primeira lembrança que tem dos irmãos é ainda no berço. “Estavam um olhando para o outro”. 

Por fim, questionados a respeito da vacinação para proteção contra a Covid-19, Cosme foi enfático na resposta: “Só banho de rio. A gente aglomera com esse povo e não pega nada. Nem gripe e nem mulher”, disse, provocando gargalhadas. 

Como o papo já estava longe e a pauta garantida, optamos por agradecer a receptividade e dispensar aquele tereré, pelo menos desta vez.    

Faísca e Fumaça se arriscam na canção durante entrevista ao Dourados News - Foto: Hedio Fazan/Dourados News

Deixe seu Comentário

Leia Também

MERCADO FINANCEIRO
Dólar comercial cai para R$ 5,55 em dia de ajustes no mercado
CAPITAL
Homem é suspeito de estuprar enteada durante idas da esposa à igreja
MS lança programa para melhorar alfabetização da rede pública
EDUCAÇÃO
MS lança programa para melhorar alfabetização da rede pública
Há quase 48h sem energia, moradores relatam dificuldades em bairro de Dourados
PÓS TEMPORAL
Há quase 48h sem energia, moradores relatam dificuldades em bairro de Dourados
Homem morre após perder controle de direção e cair em ribanceira
PORTO MURTINHO
Homem morre após perder controle de direção e cair em ribanceira
AÇÃO PARLAMENTAR
Simpósio aborda uso de tecnologias para área da Engenharia de Agrimensura
DOURADOS
Ladrões furtam botijões de gás no Harrison de Figueiredo
DOURADOS
Homens invadem sítio e furtam porcos e frangos
DOURADOS
Semed suspende aulas em turma após aluno testar positivo para Covid
DOURADOS
Idoso cai, é transferido para Dourados e morre no HV

Mais Lidas

CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
ACIDENTE
Morto em acidente na BR-163 voltava de festa em Caarapó
DOURADOS
Vento supera 40 quilômetros por hora e grande perigo de tempestade inicia de tarde