Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Empresa com contrato de R$ 102 mi denuncia e TCE barra licitação para limpeza pública

15 setembro 2020 - 08h25Por André Bento

O TCE-MS (Tribunal de Contas de Mato Grosso do Sul) determinou que a prefeita de Dourados, Délia Razuk, suspenda o Pregão Eletrônico nº 12/2020, agendado para 9h do dia 1 de outubro e que visa contratar empresa especializada na prestação de serviços de limpeza e conservação de vias públicas no município por até R$ 23.961.797,89.

Em decisão liminar divulgada na tarde de segunda-feira (14), o conselheiro Jerson Domingos considerou “a existência de possíveis irregularidades que indicam afronta aos dispositivos da Lei n. 8.666/93, bem como a possibilidade de ocorrer lesão ao erário face ao valor licitado”, e estabeleceu prazo de cinco dias para a mandatária comprovar as medidas tomadas para cumprimento da ordem, sob pena de responsabilidade.

Ele acatou denúncia formulada pela Litucera Limpeza e Engenharia Ltda, empresa que presta esse serviço no município há cinco anos. Vencedora da Concorrência nº 001/2014, ela teve o vínculo aditivado nove vezes desde então, o que elevou em R$ 88.688.297,00 o valor original.

Conforme o extrato do contrato nº 161/2014/DL/PMD, assinado em 24 de março de 2014 e publicado na edição do Diário Oficial do Município do dia 27 daquele mesmo mês, a prefeitura pagaria R$ 14.281.274,64 à Litucera por 12 meses.

No entanto, a mais recente alteração nesse vínculo foi comunicada em 26 de junho deste ano, quando a administração municipal publicou o 9° termo aditivo ao Contrato nº 161/2014/DL/PMD, que prorrogou o prazo de vigência e execução contratual por mais 90 dias, com previsão de vencimento em 28 de setembro.

Aquela publicação detalhou ainda a necessidade de acrescer o valor correspondente à contrapartida da prestação da execução do objeto contratual estimado em R$ 3.579.083,70, perfazendo o montante global de R$ 102.969.571,64.

Conforme relatado pelo conselheiro Jerson Domingos, representante legal dessa empresa alegou, entre outros pontos, que “o procedimento licitatório Pregão não é compatível com o objeto que se pretende contratar pela Administração de Dourados, pois entende tratar-se de prestação de serviços de engenharia de natureza não comum, argumentando que serviço de engenharia é todo aquele que precisa da aplicação de conhecimento técnico para sua realização, seja na questão operacional, manutenção ou armazenamento, sendo que os serviços ora licitados são serviços de engenharia técnica e não podem ser tipificados como serviços de engenharia comuns”.

Em 2019 a prefeitura já havia aberto licitação com objeto semelhante. Contudo, o Pregão Eletrônico 27/2019, com valor estimado de R$ 18.987.128,13, foi suspenso por recomendação do TCE, que identificou irregularidades no edital.

Justamente para auxiliar no edital desse procedimento, a administração municipal dispensou licitação para contratar, em novembro daquele mesmo ano, a Brasil Assessoria em Gestão Pública Ltda (nº 307/2019/DL/PMD) por R$ 100 mil e prazo de 120 dias. Como resultado, anulou o Pregão Eletrônico 27/2019. (relembre)

Neste ano, quando lançou o Pregão Eletrônico nº 12/2020, a prefeitura agendou a sessão de julgamento para 23 de março, mas no dia 20 daquele mesmo mês foi publicado o aviso de suspensão, justificado por solicitação da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos, órgão requisitante, e “se dá pela necessidade de prazo para análise de aspectos técnicos do processo licitatório, em decorrência de impugnação, e, se for o caso, a readequação dos termos que compõe o edital”.

Somente no final de agosto houve nova publicação, assinada pelo diretor do Departamento de Licitação, Duhan Tramarin Sgaravatti, informando que a abertura das propostas deveria ocorrer às 9h do dia 15 de setembro no Portal de Compras do Governo Federal – “www.comprasgovernamentais.gov.br”. (confira)

Mas na segunda-feira (14), depois de ficar por mais de 48 horas com o site institucional inacessível ao público externo, a Prefeitura de Dourados decidiu adiar as sessões de julgamento de sete licitações “para não haver comprometimento da lisura nos procedimentos e evitando eventuais prejuízos aos interessados”. Entre elas está o Pregão Eletrônico nº 12/2020, que agora teria sessão realizada às 9h do dia 1 de outubro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Marco Aurélio votará por permitir depoimento por escrito de Bolsonaro
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
FLAGRANTE
Casal do tráfico é preso após polícia flagrar homem preparando baseado na moto da esposa
ALEMS
Deputado Neno Razuk solicita melhorias em trecho da MS-485
MATO GROSSO DO SUL
Rastrear pode auxiliar na redução da taxa de contágio por coronavírus
BRASIL
Saúde atualiza novamente procedimentos para aborto no SUS
ELEIÇÕES 2020
Em Dourados, 80 postulantes à Câmara de Vereadores aguardam julgamento de candidatura
DOURADOS
Menor é flagrada em ônibus tentando levar skunk para Goiás
PANDEMIA
Dourados soma mais de 6,2 mil recuperados do novo coronavírus
CAMPO GRANDE
Homem que fazia casa de mãe de depósito de drogas é preso

Mais Lidas

DOURADOS
Carro carregado com calhas capota após colisão e mulher fica ferida
PARANÁ
Traficante Elias Maluco é encontrado morto em presídio federal
PEDRO JUAN
Terror na fronteira: três veículos de luxo são incendiados em pontos distintos
PANDEMIA
Prefeitura e MPE entram em acordo para retorno das aulas presenciais na rede privada