Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Em tratamento, Ari Artuzi diz que não tem vontade de voltar para política

17 janeiro 2013 - 15h10

Vanderlei Aguiar do Diário MS



Retornando de Campo Grande onde foi se consultar com um oncologista e afirmando estar bem, o ex-prefeito Ari Artuzi falou da sua decisão de não mais se envolver com política sendo candidato em eleições próximas. Ele reclama da falta de amigos que o abandonaram depois dos episódios em que esteve envlvido e insiste na sua inocência. Demonstrando um fervor religioso incomum ele assegura que “o Deus que eu sirvo, acredito e confio vai me tirar dessa [o câncer]. Saio dessa e de tudo que montaram contra mim”.

Ontem, quando falou por telefone com o DiarioMS, Ari Artuzi havia acabado de retornar de Campo Grande para onde fora dois dias antes consultar-se com o médico oncologista Adalberto Abraão Siufi pela segunda vez desde que foi diagnosticada o câncer. “Fiz uma tomografia, me hospedei na casa de uma amiga advogada, a doutora Raquel e retornei hoje [ontem] a Dourados”, esclareceu.

Artuzi mantém o discurso que sempre usou desde sua prisão e cassação afirmando ser “inocente” e que tudo que foi feito não passou de “uma montagem”. Bem falante, garantiu que “não estou morrendo” e deixou claro que a sua luta contra a doença não vai imPedi-lo de buscar na Justiça a “verdade sobre todas as coisas que montaram contra mim”.

Vez ou outra o ex-prefeito demonstra raiva e indignação. Ele mesmo admite alternar seu humor. “As vezes sinto vontade de tomar soro, me cuidar e em outras não”, disse. Mas, com relação à política ele é enfático: “não tenho vontade de ser candidato”. E acrescenta quase que em tom melancólico: “ganhei muito e perdi muito com a política”. A única coisa que Ari Artuzi cobra com um pouco mais de veemência é que “as pessoas que sabem a verdade precisam deixar de ser covardes e contar tudo”.

Lembra que tem buscado na Justiça esclarecer a situação em que se encontra. Informa ter pedido perícia em vídeos e entrada com uma séria de medidas para provar sua inocência mas sem conseguir sucesso em suas iniciativas. “É da mesma forma que o tratamento que eu faço. Ele é pelo SUS, mas as injeções de R$ 7 mil que tenho que tomar a cada semana, o juiz me negou o direito delas serem pagas pelo Governo”, reclama o ex-prefeito.

Amigos

Mesmo reclamando da ausência de amigos, Artuzi ainda se vê cercado por alguns deles nesta fase da sua vida. As consultas e a parte do tratamento que faz em Campo Grande tem o apoio do advogado João Catarino, conforme informações do próprio ex-prefeito. O médico Adalberto Abrão Siufi, oncologista ligado ao Hospital do Câncer estaria tratando o paciente de forma gratuita. Aqui em Dourados, a médica Viviane Andreatta o atende pelo SUS.

O enfermeiro Edvaldo Moreira, que durante a administração de Artuzi foi secretário de Saúde, vereador e líder de seu governo na Câmara, é quem está aplicando as injeções e o soro de que o ex-prefeito faz uso. Outras pessoas o visitam regularmente e atestam a inconstância em seu estado de saúde.”Anteontem ele estava fraco, não se levantou da cama e reclamava de muita dor”, revelou uma amiga que o visitou.

Artuzi reclamou da Indiferença de médicos e enfermeiro em Dourados. Diz que fica tomando soro por duas horas sem atenção de ninguém. Garante que não quer saber de política, mas insiste em afirmar que vai provar “toda a montagem” feita contra ele.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BOLSAS
Fundect prorroga Edital com 50 vagas de remuneração de R$ 4 mil
NOVO HORIZONTE
Homem é preso em flagrante após tentar matar ex-mulher a facadas
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil podem sustar cheques por aplicativo
IGUATEMI
Presos tem fuga frustrada após cortarem grade com lâmina de barbear
ECONOMIA
Saldo da balança comercial de MS no 1º trimestre é de US$ 493 milhões
CONTRABANDO
Carro abarrotado com 1,5 mil pacotes de cigarros é apreendido
JUSTIÇA
Família de vítima de disparo de arma de fogo será indenizada
POLÍTICA
Mandetta continua no governo com apoio de militares e da cúpula do Congresso
ANASTÁCIO
Jovem morre após bate motocicleta em trator na rodovia MS-170
CORONAVÍRUS
Agepen recebe doação de álcool 70 para trabalho dos servidores nos presídios de MS

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
DOURADOS
Homem agride gestante e é assassinado a pauladas em favela
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior