segunda, 27 de maio de 2024
Dourados
13ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
INFORME PUBLICITÁRIO

Em negociação salarial, Enfermagem afirma que profissionais enfrentam descaso

16 maio 2024 - 06h51Por INFORME PUBLICITÁRIO

Profissionais de enfermagem de Dourados afirmam ter enfrentado descaso durante as negociações salariais. Recentemente, eles apontaram abandono da mesa de negociação salarial por parte do Sihesd (Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Saúde de Dourados).

Eles buscam que as unidades particulares cumpram, em Dourados, o piso salarial.

A vice-presidente do Siems (Sindicato dos Trabalhadores na Área de Enfermagem do Mato Grosso do Sul), Helena Delgado, ressalta que o Supremo Tribunal Federal determinou que o Piso Salarial das empresas privadas deve ser acordado nos instrumentos coletivos e isso vem sendo cobrado pela categoria. 

“Desde o início buscamos a negociação com o Sihesd tentando dar celeridade para que o piso salarial se tornasse realidade para os profissionais de Dourados. No entanto, após desmarcar em cima da hora a última reunião os patronais se recusam a sentar com os representantes dos trabalhadores, fazendo apenas promessas verbais que não tem efeitos legalmente”, disse ela. 

O sindicato afirma ainda que a última manifestação deixou os profissionais revoltados.  

“A categoria está muito revoltada pela conduta dos patronais, assim, grande manifestação foi realizada no mês passado, e já são sinalizados novos protestos. Diante disso, ao invés de apresentar uma proposta, o Sihesd ameaçou suspender as negociações e seguir o instrumento normativo de outro sindicato patronal, o Sindhesul (Sindicato dos Hospitais e Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Estado de Mato Grosso do Sul). O que seria um absurdo, tendo em vista que Dourados tem sua própria Convenção Coletiva e sindicato que representa os hospitais do município”, criticou Helena Delgado.

Conforme o presidente do SIEMS, Enfermeiro Lázaro Santana, a categoria reivindica a retomada imediata das negociações.

“O sindicato busca essa negociação, a enfermagem de Dourados merece respeito, são profissionais da rede privada de hospitais que têm seus direitos, a Lei do Piso Salarial (14.434/22) está em vigor, foi uma conquista dos próprios trabalhadores, que na pandemia foram tratados como heróis, mas lamentavelmente, hoje têm sido tratados com descaso pelos empregadores”, enfatiza.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Moraes nega recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade

Moraes nega recurso de Bolsonaro contra inelegibilidade

DIREITOS HUMANOS

Brasília recebe primeira Parada do Orgulho da Pessoa com Deficiência

CAMPO GRANDE

Homem é espancado e jogado em buraco durante roubo de carro

Polícia aprende quase 2t de maconha após perseguição
ITAQUIRAÍ

Polícia aprende quase 2t de maconha após perseguição

Caixa Econômica Federal abre edital com vagas para estagiários em MS
OPORTUNIDADE

Caixa Econômica Federal abre edital com vagas para estagiários em MS

TÊNIS DE MESA

Hugo Calderano conquista título do WTT Contender Rio

ALERTA

Com fim de semana de trégua, chuva deve voltar ao RS nesta segunda

ENCHENTES

MS Pela Vida: doações ao povo gaúcho aproximam sul-mato-grossenses de quem perdeu tudo

ESPORTE

Brasil enfrenta Cuba, Croácia e Tailândia na primeira fase da Copa do Mundo de Futsal

MS-164

DOF apreende Renault Sandero com 1.250 pacotes de cigarros contrabandeados

Mais Lidas

DOURADOS

Homem é preso por importunação sexual após acariciar mulheres

TENTATIVA DE FEMINICÍDIO

Morador de Dourados atira contra esposa durante discussão

EVENTO

Costelão Jurídico da OAB Dourados será neste sábado no CTG

REGIÃO 

Empresários são detidos por desvio de energia elétrica após operação do SIG