Menu
Busca quinta, 02 de dezembro de 2021
Dourados
33°max
20°min
Campo Grande
30°max
22°min
Três Lagoas
35°max
22°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS

Em 2020, temporais destruidores ocorreram em outubro e novembro

17 outubro 2021 - 09h30Por André Bento

Atingido por uma tempestade que deixou rastro de destruição na sexta-feira (15), o município de Dourados já havia enfrentado adversidades climáticas semelhantes há um ano.  

A exemplo do que ocorreu agora, as intempéries registradas em 26 de outubro e 8 de novembro de 2020 provocaram quedas de árvores, danos em imóveis e interrupção no fornecimento de energia elétrica. 

Todas essas ocorrências foram apuradas pela estação agrometeorológica da Embrapa Agropecuária Oeste, que monitora o clima no município desde 1979. 

Nessa mais recente, às 12h20 de sexta-feira foi emitido alerta de vento forte por causa de rajadas de 41 quilômetros por hora.

O Guia Clima da Embrapa Agropecuária Oeste emite alertas com base na escala de Beaufort, que classifica a força dos ventos em 11 categorias, desde Calmo (inferior a 2 km/h, escala 0) até Tornado (superior a 100 km/h, escala 10).

Em 26 de outubro de 2020, quando choveu 32.2 milímetros durante 2 horas e 40 minutos, Dourados teve rajadas de vento de 46 quilômetros por hora às 7h25.

Na ocasião, o 2º GBM (Grupamento de Bombeiros Militar) informou ter recebido 63 solicitações de atendimento por causa de quedas de árvores em Dourados. (relembre)

Os estragos deixaram pelo menos 22 mil moradores de 65 bairros sem energia elétrica e a soma dos estragos motivou a então prefeita Délia Razuk (sem partido) a expedir o Decreto nº 2.968 de 26 de outubro de 2020, para declarar situação de emergência no município.

Poucos dias depois, em 8 de novembro, o então coordenador da Defesa Civil no município, Ademir Marins, detalhou ao Dourados News 9 milímetros de precipitação pluviométrica e rajadas de vento localizadas, com velocidade estimada de 60 quilômetros por hora. 

Balanço divulgado pelos Bombeiros naquela oportunidade apontou 47 solicitações de atendimento por causa de quedas de árvores em Dourados, que provocaram estragos diversos: carros foram atingidos, ruas bloqueadas e a rede de distribuição de energia elétrica sofreu graves danos, ocasionando interrupção do fornecimento em regiões da cidade, segundo a Energisa, empresa concessionária do serviço. Não houve feridos, mas pelo menos quatro casas foram parcialmente destelhadas e uma família desalojada.

Com a mais recente tempestade, ainda na sexta-feira o prefeito Alan Guedes (PP) expediu o Decreto nº 735 de 15 de outubro de 2021 para declarar situação de emergência em decorrência das fortes chuvas que atingem o Município de Dourados.

A exemplo da antecessora, o atual gestor justificou a medida em consequência de diversos danos, assinalando ainda que o “desastre compromete a capacidade de resposta do Município e que há necessidade de restabelecimento da ordem pública”.

A Prefeitura de Dourados anunciou que equipes da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos atuam na limpeza da cidade com apoio de militares do Exército. Assim como em 2020, o município está sem contrato de terceirização do serviço de limpeza pública. A licitação atual, lançada em junho, foi suspensa pelo TCE-MS (Tribunal de Contas do Estado). 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Ciclista está entubado e sedado após ser atropelado por caminhão
Trio paraguaio é preso no Altos do Alvorada com maconha e skunk
DOURADOS
Trio paraguaio é preso no Altos do Alvorada com maconha e skunk
ECONOMIA
Prefeitura de Dourados paga salários de servidores nesta quinta-feira
Produtores defendem Índice do Leite em reunião de Frente Parlamentar na Assembleia
LEGISLATIVO DE MS
Produtores defendem Índice do Leite em reunião de Frente Parlamentar na Assembleia
Polícia encontra quase meia tonelada de maconha e skunk em utilitário
TRÁFICO
Polícia encontra quase meia tonelada de maconha e skunk em utilitário
LEGISLATIVO DE MS
Capitão Contar questiona pontuação diferenciada para grupos específicos em processo seletivo
ENTREPOSTO
Cocaína apreendida no Parque Alvorada é avaliada em R$ 1 milhão
ECONOMIA
Senado aprova Auxílio Brasil, programa social que substitui o Bolsa Família
SEXTA-FEIRA
Aplicação de 2ª e 3ª doses contra Covid continua no Dom Teodardo Leitz
PANDEMIA
Ministério confirma cinco casos da variante Ômicron no Brasil

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Caminhoneiro que morreu em acidente na Serra de Maracaju era douradense
PONTA PORÃ
Morre agente de saúde alvo de atentado a tiros na fronteira
DARK CARD
Operação que apura desvios de recursos públicos feitos por servidores mira oficina em Dourados
DOURADOS
Homem persegue trio que invadiu o comércio dele e consegue recuperar celulares