Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Dourados terá Oficina de qualificação em Indigenismo

25 março 2008 - 11h48

A Fundação Nacional do Índio (Funai) participa nesta quarta-feira, dia 26 de março, da 1ª Oficina de qualificação em Indigenismo, Etnologia Kaiowa e Ñandéva e Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária, em Dourados. O Objetivo é a qualificação de gestores e servidores da rede de proteção social sobre a legislação indigenista, os aspectos da organização sócio cultural dos Kaiowa e Ñandéva e o Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária.

O evento de acontece a partir das 8 horas no Sindat, na Rua Emilio de Figueiredo, 1844, centro, vai contar com a participação de técnicos de Fórum, Conselheiros Tutelares, servidores e gestores de Casas Abrigos, Funasa e conveniados, Funai, prefeitura entre outros.

A abertura da oficina acontece com uma dinâmica de grupo, seguida da palestra “Projeto Promoção e Garantia dos Direitos das crianças e Jovens indígenas Kaiowa e Ñandéva, por Arlete Souza, da Pulsar, Margarida Nicoletti, da Funai e Mariza Tardelli, da SEDH, representante da Caixa Econômica Federal e CONANDA.

A seguir será o palestrante Marcos Homero Ferreira Lima, do Ministério Pública Federal que irá abordar Noções Básicas sobre a Legislação indigenista no contexto do tema: Artigo 231 e 232 da Constituição Federal, Convenção 169 da OIT e a Lei 6001; 73 – Estatuto do Índio (sua aplicabilidade, a questão da integração dos índios, a tutela e a proteção especial).

Na parte da tarde o tema será “O Comitê Gestor de Ações Indigenistas Integradas no Cone Sul; MS” – (Decreto de 19 de Abril de 2007), que vai abordar temas como: O que é o Comitê e como funciona, Ações desenvolvidas (emergenciais e estruturantes), principais projeto e o papel da Funai. A palestra estará a cargo de Rosangela Carvalho – Comitê Gestor de Ações e Margarida Nicoletti, administradora da Funai no Cone Sul.

E a ultima palestra será “o Plano Nacional de Convivência Familiar e Comunitária”, que irá explicar o que é e como funciona e a proposta do recorte étnico. A palestrante será Mariza Tardelli, especialista no PNCF e assessora da SPDCASEDH.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem é preso por disparos e porte ilegal de pistola
MUNDO NOVO
Jovem é preso por disparos e porte ilegal de pistola
Veículo roubado é recuperado e 506 quilos de maconha apreendidos
TRÊS LAGOAS
Veículo roubado é recuperado e 506 quilos de maconha apreendidos
PMA resgata Anta em fossa de posto de combustível e mais animais em residências
MEIO AMBIENTE
PMA resgata Anta em fossa de posto de combustível e mais animais em residências
Democratas se reúnem e estabelecem controle do União Brasil em MS
POLÍTICA
Democratas se reúnem e estabelecem controle do União Brasil em MS
POLÍTICA
Comissão aprova direito do jovem a ter informações sobre mecanismos de participação política
PANDEMIA
Estudo aponta redução de atendimentos de saúde mental durante pandemia
DOURADOS
Nas últimas horas cinco são presos por embriaguez ao volante
DOURADOS
Carro batido é abandonado no Jardim América
PANDEMIA
UTI Covid segue com seis internações em Dourados
CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição

Mais Lidas

PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia