Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
TABU

Dourados tem quase 1,5 mil pessoas com Aids

29 novembro 2017 - 12h07Por Guilherme Pires

Em pleno século 21, o assunto ainda é tabu na sociedade, o que aumenta o medo de pessoas portadoras do vírus a não procurar atendimento médico. Em Dourados, são em torno de 1.489 pessoas portadoras do HIV/Aids, sendo que deste total apenas 892 recebem o Tarv, o antirretroviral, usado no tratamento de infecções por retrovírus. 

A assistência é dada através do SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem), que presta atendimento integral aos pacientes por meio de uma equipe multidisciplinar.

Já o CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), tem por objetivo o diagnóstico e todo o trabalho de prevenção.

“Nós trabalhamos com a conscientização em empresas, escolas e universidades através de palestras, rodas de conversas e blitz educativas”, destacou uma das responsáveis pelo Núcleo Municipal de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e Hepatite Virais, Berenice Souza Machado, que mencionou também o número de casos que tem aumentado na cidade. 

“Nos últimos anos é bem significativo o aumento da Aids em Dourados”, pontua Berenice que menciona ainda o assunto ser tabu.

“Falar sobre o HIV/Aids na sociedade de Dourados é muito difícil, pois há muito preconceito por parte da população; as pessoas portadoras do vírus sofrem muito preconceito, discriminação”, afirma. 

Ao Dourados News ela comentou sobre o preconceito sofrido também pelos profissionais da área. “Até nós que trabalhamos aqui no Núcleo de Combate a Aids, sofremos preconceito por pessoas que desconhecem o assunto, e isso é o maior obstáculo”, disse.

De acordo com ela, embora os testes estejam disponíveis, nem todo mundo procura atendimento. “Muita gente continua sem acesso por causa da vergonha e do preconceito, pois já é discriminada, e sabe que será mais ainda”, conclui.

Brasil

No Brasil, conforme dados do Ministério da Saúde, no ano passado, cerca de 830 mil pessoas viviam com a doença, 48 mil novas infecções foram diagnosticadas e em torno de 14 mil morreram decorrentes do vírus HIV/Aids. 

O Ministério da Saúde informou também através do seu portal na internet que, enquanto a média global de pessoas recebendo tratamento eram 53%, o país atendia mais da metade da população, isto é, 64% recebiam o Tarv.

Sintomas

Os sintomas do vírus HIV são mal estar geral, febre, tosse seca e dor de garganta, assemelhando-se a um resfriado comum; esses sintomas duram 14 dias aproximadamente, após um período de três a seis dias depois de ter contraído o vírus.

Sobre

O Núcleo Municipal de IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis) e Hepatites virais, que compreende os serviços de SAE (Sistematização da Assistência de Enfermagem) e CTA (Centro de Testagem e Aconselhamento), em Dourados, fica na Rua dos Missionários. 

Horário de funcionamento é das 07h às 13h, de segunda a sexta-feira, e o telefone para contato é o 3423-9150.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Trutis tem candidatura para prefeito da capital negada
REGIÃO
Mulher é flagrada pela polícia por tráfico de papagaio
REGIÃO
Motorista de guincho suspeita de contratante, aciona polícia e droga é encontrada dentro de carro
PANDEMIA
Mulheres obedecem mais às restrições de isolamento
REGIÃO
Filhote de cervo-do-pantanal ferido após atropelamento é socorrido pela PMA
REGIÃO
Após divulgar pesca predatória na internet, pescador é autuado pela PMA
ECONOMIA
Banco Central registra recorde de remessas de dólares para Brasil
REGIÃO
Traficantes são presos com quase 1 t de droga logo após tentarem atropelar policiais
MUNDO
EUA registram os 2 dias com mais infectados por Covid-19 desde o início da pandemia
LEVANTAMENTO
Rendimento médio per capita dos domicílios em MS cresce em todas as comparações

Mais Lidas

DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
PM é acionada e consegue evitar suicídio de homem em hotel
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares
DOURADOS
Homem é socorrido às pressas após levar golpes de facão na cabeça