Menu
Busca quarta, 05 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Dourados participa de pesquisa de combate a diarréia infantil

04 dezembro 2003 - 17h15

Está sendo realizado no Centro de Capacitação Municipal de Dourados um seminário sobre o Projeto da Vigilância Epidemiológica da Gastroenterite causada pelo Rota-Vírus, mais uma capacitação oferecida pela atual administração que prioriza a qualidade dos profissionais do município.Para que esse seminário fosse ministrado no município de Dourados, vários itens foram avaliados pelo Ministério da Saúde, que verificou a população, localização e a eficácia dos serviços da vigilância epidemiológica local. Segundo a coordenadora da Vigilância Epidemiológica Municipal de Dourados, Antonia Morinigo, estão sendo capacitados mais de trinta profissionais entre enfermeiros, auxiliares de enfermagem e médicos. Também foram selecionadas as “unidades de saúde para serem unidades sentinelas para fazer parte desse projeto do Rota-Vírus”, explicando que “além dessa capacitação está havendo outras, nas áreas de saneamento e de vigilância ambiental”, concluiu Morinigo.O prefeito Laerte Tetila prestigiou o evento e salientou que “as crianças são, de longe, as peças mais importantes nas vidas das pessoas. A gastroenterite é um dos males que mais matam os pequenos. Com atitudes simples de higiene e hidratação podemos minimizar o problema, e com mais esta ação, capacitando profissionais que lidam diretamente com a população, estaremos evoluindo no processo de erradicação da doença”, disse o prefeito, que faz questão de se empenhar, pois “participar desse estudo nos deixa muito confiantes em solucionar o problema no Brasil, partindo de municípios como o nosso”, destacou Tetila. Os profissionais que estavam presentes na palestra se mostravam confiantes em poder desenvolver projetos tão importantes para a saúde das crianças, os principais envolvidos com a doença. A enfermeira do Programa de Saúde da Família do Flórida II, Ângela Akemi Shiota disse que “é muito importante adquirirmos estas especializações, já que muitas vezes a gente não sabe monitorizar bem a diarréia”, esclarecendo que surgem dúvidas “quando não sabemos se estamos fazendo o controle da forma correta. E é bom saber o fundamento, o porque que a gente está fazendo, captando dados importantes para o projeto do Ministério da Saúde”, finalizou.Como Dourados outras quatro cidades de macro-regiões foram escolhidas para a implantação do projeto. Marituba no Pará (região Norte); na região nordeste, a cidade de Ceará-Mirim, no Rio Grande do Norte; região Sudeste, Cachoeira do Itapemirim, no Espírito Santo; e na região Sul, Lages, que fica em Santa Catarina. O médico epidemiologista da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde Moacir Jerônimo, explica que, “estamos em Dourados dando início a um projeto de pesquisa que esta acontecendo em toda a América, desde o Canadá até a América do Sul, e no Brasil foram escolhidos cinco municípios. O objetivo do projeto é determinarmos a carga de doença causada pelo Rota-Vírus, que causa diarréia grave em crianças menores de cinco anos. A partir do primeiro trimestre do ano que vêm estaremos coletando amostras para identificar o tipo de vírus que circula na região, em todo o Brasil e em toda América, para uma definição futura de uma vacina que seja eficaz contra a doença”, concluiu. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

INFORME PUBLICITÁRIO
Mesmo para quem já tem CHN, Grand Prix tem aulas especiais para eliminar “medos”
CAPITAL
Família teme que homem desaparecido há 5 dias tenha sido executado
AJUDA DE 600 REAIS
Caixa paga hoje mais um lote do auxílio emergencial; veja quem recebe
Motorista abandona carreta com 42,5 mil maços de cigarros na MS-156
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CAPITAL
Motorista foge sem pagar após abastecer em posto de combustíveis
COVID-19
MPF quer que pastor Valdemiro Santiago pague indenização por falsa cura
Golpista ‘rouba’ fotos de médica no Instagram e se passa por ela no WhatsApp
ESPIONAGEM
Cármen Lúcia pede que governo explique dossiê contra antifascistas
CRIME AMBIENTAL
Fazendeiro é multado em R$ 38 mil por desmatamento ilegal de área protegida

Mais Lidas

DOURADOS
Peladão: Homem é detido após armar confusão em motel e quebrar vários quartos
DOURADOS
Condutor de veículo que atropelou ciclista e fugiu sem prestar socorro é identificado
POLÍCIA
Duas mulheres são presas por estelionato em Dourados
TRAGÉDIA
Mulher que morreu em acidente na BR-463 em Ponta Porã tinha 27 anos