Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Douradense tem casa invadida por esgoto com ratos e fezes em dia de chuva; veja vídeos

21 maio 2020 - 10h18Por André Bento

Uma douradense de 43 anos, moradora no Residencial Campo Dourado, na Alameda das Pérolas, teve a casa invadida por esgoto com ratos mortos e fezes no dia 12 passado. Naquela ocasião, o Guia Clima da Embrapa Agropecuária Oeste apurou o maior volume diário de chuva deste ano no município, de 81.5 milímetros.  

Indignada, a mulher que reside no local há 30 anos com a mãe, uma idosa com problemas na coluna, registrou essa situação desagradável em vídeos que não são recomendados para quem tem estômago fraco, sobretudo antes do almoço. (assista abaixo)

“Todos os cômodos foram atingidos, porque a água de esgoto voltou pelo banheiro e as portas dos quartos dão todas para ele. Invadiu todos os quartos, chegou a todos os cômodos da minha casa. Está sem condições de ficar aqui. Os guarda-roupas são embutidos e ainda não parou de escorrer água debaixo. Se eu jogar água só vai misturar com a de esgoto”, detalhou ao Dourados News.

Ela relatou que o problema começou na tarde daquela terça-feira e persistiu até a madrugada seguinte. “A primeira providência foi ligar para a Sanesul e pedir socorro, e não fui socorrida. Por volta de 3h40 foi a última ligação. Tinham que vir desobstruir porque é esgoto da via pública. Só no dia seguinte que uma pessoa viu o vídeo postado na rede social e levou até a Sanesul. Aí mandaram uma equipe, primeiramente fizeram a desobstrução do esgoto da via pública, na caixinha, e pedi para eles entrarem e retiraram dúzias de ratos. Viram que tinha muitos dejetos e passaram mangueira de pressão”, acrescentou.

A douradense queixa-se de não ter tido a assistência necessária. “No dia seguinte fizeram um tubo de contenção, quebraram a calçada. Na quinta-feira de manhã deram uma passada para saber se a água tinha voltado. Depois de eu ficar das 13h até 4h tirando água com rodo. Minha casa estava impecavelmente arrumada, limpa, não tinha uma poeira no chão, fora do normal do dia a dia. Depois tiraram o corpo fora e pararam de me atender”, afirma.

“Estou aguardando até agora acompanhamento médico para as seis pessoas que foram expostas, porque vieram ajudar minha irmã, minha sobrinha, o namorado da sobrinha, minha mãe, com 70 anos e cirurgia de coluna”, desabafou.

Procurado na manhã desta quinta-feira (21) pelo Dourados News, o gerente regional da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), Madson Valente, afirma que foi tudo resolvido.

“Não era só uma questão de esgoto. Às vezes, na ponta da rede pode ocorrer problemas. Temos dificuldade com emissão de água de chuva na rede coletora de esgoto e quando chove muito transborda e gera esse problema. Mas tomamos as providências e limpamos tudo”, argumentou.

Assista ao vídeo gravado pela moradora:

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Entregadores de aplicativos pedem legislação específica para categoria
MATO GROSSO DO SUL
Loja deve indenizar por forçar pagamento de produto não adquirido
CAMPO GRANDE
Exército Brasileiro realiza controle de fluxo e aferição de temperatura no HRMS
POLÍCIA
DNA revela que preso em São Paulo é autor de estupro em MS
SAÚDE
MPF ajuíza ação pedindo atendimento para indígenas residentes em áreas urbanas
REGIÃO
PMA flagra trio por pesca ilegal no rio Paraná
MATO GROSSO DO SUL
Hospitais terão que informar Secretaria sobre situação de internações por Covid-19
LEGISLATIVO DE MS
Aprovada utilização de Libras nos programas da rede pública de TV
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com exterior e dados de varejo
DESMATAMENTO
Gaúcho leva multa de R$ 33 mil por crime ambiental praticado em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Acusado de matar secretário pode ter tido surto de esquizofrenia
BR-163
Casal que morreu ao bater em carreta morava em Campo Grande
PANDEMIA
Dourados confirma mais três óbitos por coronavírus e ultrapassa 3 mil casos
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados