Menu
Busca domingo, 17 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
ECONOMIA

Dia das Crianças deve movimentar R$ 9,3 mi em Dourados e superar 2019

22 setembro 2020 - 10h26Por Adriano Moretto

O Dia das Crianças deve movimentar R$ 9,39 milhões em Dourados entre a aquisição de presentes e comemorações, aumentando em 15% a expectativa em relação ao ano passado. Os dados são da pesquisa Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) divulgada na manhã desta terça-feira (22/9). 

Em Mato Grosso do Sul, a estimativa é R$ 139,15 milhões, 5% superior aos dados apresentados em 2019.

Na maior cidade do interior as comemorações devem ser responsáveis por R$ 1,31 milhão e os presentes R$ 8,08 milhões. O gasto médio total do consumidor é de R$ 248,74.

A data também é vista com expectativa pela pesquisa da Fecomércio, já que nas anteriores como Páscoa, Dia das Mães, Namorados e Pais, no auge da pandemia do coronavírus no município, houve forte queda. 

No entender da economista do Instituto de Pesquisa e Desenvolvimento da Fecomércio, Daniela Dias, o acréscimo nos valores reservados ao Dia das Crianças tem ligação ao isolamento social.

“O leve aumento da compra de presentes ocorreu também, em função dos aspectos comportamentais e das influências do isolamento social durante a pandemia do coronavírus, uma vez que, em casa, muitas crianças têm ficado ansiosas”, explica em nota encaminhada pela Federação.

Isolamento 

Mesmo ainda em meio a pandemia, o levantamento realizado mostra que apenas 10% dos consumidores que se propõem a presentear nessa data estão dispostos a realizar a aquisição de produtos a distância. O restante, 90%, preferem se deslocar até as lojas físicas. 

Para a economista do Sebrae/MS, Vanessa Schmidt, o fato da população se mostrar disposta a sair de casa, dá ao empresário a oportunidade de mostrar que o ambiente proporcionado por ele é seguro para receber clientes e a chance de se preparar para as vendas de final de ano. 

“Uma vez que o consumidor pretende ir às lojas, é o momento de mostrar, primeiro que o comércio dele é um ambiente seguro tanto para os pais quanto pelas crianças; momento de reduzir o nível dos estoques que ficou parado por bastante tempo; de retomar capital de giro, dessas empresas terem um fôlego para começarem a se preparar para o final do ano e talvez a gente continue a ver um cenário um pouco mais brando, desde que as taxas da pandemia continuem em queda, e tenhamos um cenário mais positivo para os próximos meses”, diz.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Olimpíada: COB prevê uma melhor campanha em Paris do que em Tóquio
ESPORTE
Olimpíada: COB prevê uma melhor campanha em Paris do que em Tóquio
Distribuidora de alimentos é condenada por irregularidades na rescisão contratual
BRASIL
Distribuidora de alimentos é condenada por irregularidades na rescisão contratual
População de Manaus avalia que floresta em pé contribui para economia
BRASIL
População de Manaus avalia que floresta em pé contribui para economia
Energisa informa que prioriza hospitais e casos de risco após temporal
ESTADO
Energisa informa que prioriza hospitais e casos de risco após temporal
Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil
IMUNIZAÇÃO
Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil
DOURADOS
PMA prende e autua dois pescadores em R$ 2,6 mil
BRASIL
Crescem reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado
DOURADOS
Rede municipal de ensino retoma aulas 100% presenciais na segunda-feira
MS
Estado finaliza entrega de 5,6 mil cestas de alimentos às comunidades quilombolas
LOTERIAS
Aposta única leva prêmio de R$ 11,5 milhões da Mega-Sena

Mais Lidas

CLIMA
ASSUSTADOR: Vídeo mostra chegada da tempestade de poeira em Dourados
DOURADOS
Asfalto de avenida cede na região Norte e trânsito é interrompido
CLIMA
Alan decreta situação de emergência após temporal que deixou rastro de destruição em Dourados
CLIMA
Ventos de 40 km/h causam estragos em Dourados