Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
PREVENÇÃO

Dia D de Prevenção à Aids inicia ações do ‘Dezembro Vermelho’ em Dourados

01 dezembro 2017 - 15h35

A Prefeitura de Dourados, por meio do departamento DST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde, deflagrou neste 1° de dezembro inúmeras ações acerca do Dia D de Prevenção à Aids. Entre as ações, várias acontecem em conjunto com as unidades de saúde e marcam o início das atividades do Dezembro Vermelho, destacadas positivamente pelo secretário Renato Vidigal.

“O que devemos destacar é que as ações de enfrentamento ocorrem o ano todo, mas dezembro tem o dia da mobilização, 1° de dezembro, e o mês identificado com a cor. Importante é que todo cidadão informe-se sobre as DST, faça os testes e use sempre a camisinha”, disse o secretário Renato Vidigal.

Neste 1° de dezembro, a campanha oferta atendimento à população no Dia D nas UBS Santo André, Vila Rosa e Seleta, como palestras, educação em saúde, orientações, entrega de material informativo e teste rápido para HIV. As equipes atendem nas unidades das 7h as 11h, e o programa municipal DST/Aids atende das 7h as 17h, sem fechar para o  almoço.

Além disso, uma blitz educativa no semáforo próximo ao shopping Avenida Center, distribuiu kits com um copo, folhetos informativos e preservativos para os motoristas.

Segundo a secretaria de Saúde, são aproximadamente 2 mil paciente atendidos por mês, entre casos de DST e Hepatite,  e destes, 900 fazem uso de medicamentos fornecido mensalmente.

No ano passado, Dourados teve registrados 68 novos pacientes confirmados com HIV. Em 2017, já são 56 casos confirmados até 30 de novembro, um dia antes da campanha.

Em todo o Brasil, segundo o portal Unaids, em 2016, havia 830 mil pessoas vivendo com HIV com 48 mil novas infecções no mesmo ano. O número de mortes relacionadas à AIDS no Brasil foi estimada pelo Unaids em 14 mil casos em 2016.

Segundo dados divulgados em junho deste ano, mais da metade de todas as pessoas que vivem com HIV no mundo (53%) agora têm acesso ao tratamento do HIV, muito pelas campanhas como o Dezembro Vermelho. Além disso, as mortes relacionadas à AIDS caíram quase pela metade desde 2005.

No entanto, o que ainda preocupa é o fato de que quase metade das infecções no mundo ocorre em população com idade entre 15 e 24 anos.

Transformar o 1º de dezembro em Dia Mundial de Luta Contra a Aids foi uma decisão da Assembleia Mundial de Saúde, em outubro de 1987, com apoio da Organização das Nações Unidas (ONU). A data serve para reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com as pessoas infectadas pelo HIV/Aids, além de fomentar a prevenção. A escolha dessa data seguiu critérios próprios das Nações Unidas. No Brasil, a data passou a ser adotada, a partir de 1988, por uma portaria assinada pelo Ministério da Saúde.
 
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
PRF intensifica fiscalização nas BR's de MS no feriadão de Finados
LEGISLATIVO DE MS
Deputados aprovam cinema adaptado para autistas em MS
REGIÃO
Cocaína avaliada em R$ 1,2 mi é apreendida durante abordagem na BR-376
POLÍTICA
Senador Nelsinho Trad acredita que caso de brasileiro preso na Rússia será solucionado
CRIME AMBIENTAL
PMA prende cinco pescadores no rio Paraguai e multas atingem R$ 35 mil
MS
Operação contra pedofilia tem quatro presos, entre eles professor de Direito
CAMPO GRANDE
Aluno que passou mal após ingerir merenda estragada será indenizado
MATO GROSSO DO SUL
Lei obriga Detran a notificar motorista sobre o vencimento da CNH
APÓS DECRETO
“Jamais esteve sob análise privatizar o SUS”, diz Guedes
ICTIOFAUNA
Ação conjunta inicia hoje operação para coibir atividades ilegais no rio Paraná

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
PANDEMIA
Menino de 5 anos é a primeira criança a morrer de coronavírus em MS
PROCURADO
Acusado pela morte de ator falsificou documento e disse ter nascido em MS