Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
DÉFICIT DE R$ 21 MILHÕES

Prefeitura declara “emergência financeira” na Funsaud

17 novembro 2017 - 10h59Por Adriano Moretto

A prefeitura de Dourados declarou estado de emergência financeira e administrativa na Funsaud (Fundação de Serviços de Saúde). De acordo com portaria publicada na edição desta sexta-feira (17) do Diário Oficial, o déficit desde que se iniciou a Fundação é de R$ 21.425.755,51.

Conforme o divulgado, entre os anos de 2014 - quando foi criada - e 2016, foram pouco mais de R$ 6 milhões em dívidas, considerando as quantias das demandas comparados aos pagamentos efetuados.

Já nesse ano, os valores necessários à demanda até o momento apresentados são de R$ 51,2 milhões, com R$ 38,7 milhões pagos, saldo devedor de R$ 11,8 milhões.

A portaria começa a contar nesta sexta e tem prazo de 180 dias. Nesse período, ficam suspensos os contratos e pagamentos de obrigações firmados até o dia 1º de novembro, até que sejam realizadas as análises necessárias pelos setores de compras, licitações, controle interno, assessoria jurídica e contábil da instituição.

Também fica vedada a realização de quaisquer despesas sem a expressa e direta autorização conselho curador até a criação do conselho fiscal, órgão especifico para ordenação de despesas ou compromisso conforme rege a lei civil, além da possibilidade de rescisão de contratos temporários de prestação de serviço ou outra natureza, “ressalvando a permanência do mínimo necessário e essencial ao funcionamento dos serviços do SUS no Hospital da Vida e na Unidade de Pronto Atendimento (UPA)”.

A FUNDAÇÃO

A Funsaud é responsável pela gestão das unidades do Hospital da Vida e a UPA 24h, com acesso articulado a rede SUS (Sistema Único de Saúde) que atende vários municípios da macrorregião de Dourados. 

Como argumentação para o decreto, o diretor-presidente da Fundação, Americo Salgado Júnior, disse que a atual gestão encontrou “a estrutura física, financeira e burocrática da Fundação de Serviços de Saúde de Dourados em total estado de precariedade, sobretudo, com a falta de controle das licitações; sem previsão orçamentária; com sistema de contabilidade precário; falta de prestações de contas aos órgãos competentes, além do que submergiram suas finanças em elevado déficit, pelos débitos contraídos, contrariando a Lei n° 4.320/64, não comprovando a discriminação das receitas e despesas de forma a evidenciar a política econômico-financeira e o programa de trabalho de Governo, desobedecendo aos princípios de unidade, universalidade e anualidade”, diz trecho da publicação.

A prefeitura diz ainda que não houve provisões necessárias para os casos de déficits, indicando as fontes de recursos que o Poder Executivo ficaria autorizado a utilizar para atender a sua cobertura em caso de operar com déficit funcional.

O Município afirma que a execução de serviços nas duas unidades a qual é responsável acaba “comprometendo a continuidade dos serviços públicos essenciais, visto que seu andamento atual depara em colapso financeiro com seus fornecedores”.

DISCUSSÃO

Reunião realizada no dia 25 de outubro já havia debatido o problema. Na época,  foi dado início a um plano de ação para buscar o reequilíbrio financeiro da saúde em Dourados, especificamente no setor hospitalar. 

Já naquela situação, Américo já havia afirmado que a situação era crítica "estamos realmente em estado de emergência financeira”, disse, conforme material encaminhado pela assessoria de imprensa da prefeitura na época.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Armado com facão, homem ameaça arrancar a cabeça e vísceras da esposa
COVID-19
MPF questiona governo federal e Anvisa sobre escolha de vacinas
JUSTIÇA
Acusado de matar candidato a vereador é condenado a 20 anos de reclusão
NÚMEROS DA PANDEMIA
Brasil tem 157,4 mil mortes por Covid; 8 estados com tendência de alta
CAPITAL
Homem desaparece após sair de casa em um veículo rebaixado
COMBUSTÍVEIS
Petrobras reduz preços de gasolina e diesel a partir de amanhã
POLÍCIA
Homem é preso suspeito de estuprar a neta de quatro anos da namorada
JUSTIÇA
Assistência técnica que não efetuou reparo deve indenizar cliente

Mais Lidas

DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
PM é acionada e consegue evitar suicídio de homem em hotel
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares
DOURADOS
Homem é socorrido às pressas após levar golpes de facão na cabeça